Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Após ação por plágio, remix de Martinho da Vila e Adele bomba na web

Compositor Toninho Geraes processa cantora britânica e seu produtor por trechos idênticos entre o sucesso Mulheres e Million Years Ago

Por Marcela Capobianco Atualizado em 13 set 2021, 12h51 - Publicado em 13 set 2021, 12h23

O suposto plágio da cantora britânica Adele ao sucesso Mulheres, de Toninho Geraes – que marcou época na voz de Martinho da Vila -, na música Million Years Ago é um dos assuntos mais comentados na internet desde o fim da semana passada.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Segundo revelação de Veja, duas notificações extrajudiciais foram enviadas em maio à artista, a Greg Kurstin, coautor da canção e produtor musical de Adele, à gravadora XL Recordings/Beggars Group e ao grupo Sony Music.

Os advogados do compositor mineiro sustentam que, além da linha melódica, os autores de Million Years Ago se apropriaram das primeiras notas de introdução da música e as reproduziram no início, refrão e final da canção.

Entre trechos idênticos, substancialmente semelhantes e “imitativos”, as notificações contabilizam 88 compassos com indícios de cópia, somando três minutos e dois segundos, ou seja, 87% da canção.

+ Noites Cariocas volta ao Morro da Urca em março de 2022

Diante disso, fãs brasileiros começaram a fazer montagens – ou mashups – das duas canções, Mulheres, e Million Years Ago, evidenciando os trechos que seriam copiados da canção brasileira.

Um dos vídeos, publicado no YouTube, tem mais de 110 000 visualizações.

+ Plataforma arrecada doações para pessoas em situação de vulnerabilidade

No Twitter, brasileiros defendem Toninho Geraes, que empreende uma luta ao estilo ‘Davi contra Golias’.

Continua após a publicidade

Piadas também não faltaram.

+ UFRJ é eleita melhor universidade do Brasil em ranking internacional

O produtor Greg Kurstin, responsável pela melodia de Million Years Ago, se declara fã de música brasileira e aprendeu a tocar berimbau, tamanha paixão pelos acordes tropicais.

Continua após a publicidade
Publicidade