Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Rapper Projota supera depressão após dois anos

Com seis milhões de inscritos em seu canal no YouTube, rapper supera fase de instabilidade emocional e transforma sofrimento em parceria com Maria Rita

Por Cleo Guimarães Atualizado em 18 set 2020, 15h10 - Publicado em 18 set 2020, 07h00

Chegar à casa do bilhão de visualizações na internet não fez bem ao rapper Projota: ele amargou dois anos de depressão, fruto da culpa que sentia por fazer tanto sucesso. Não mais — o cantor afirma que aceitou o gigantismo dos números de sua carreira e relaxou. Com mais de 6 milhões de inscritos em seu canal no YouTube e 1,8 bilhão de visualizações na plataforma, Projota (José Tiago na carteira de identidade) transformou a fase de sofrimento na música Vale das Sombras, parceria ainda inédita com Maria Rita, gravou clipe dirigido por Lázaro Ramos, casou-se e teve uma filha.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Também percebeu que o videogame, paixão de infância, poderia ser mais do que um hobby nas horas vagas. Em meados de agosto, lançou o Projota Game Room, programa em que entrevista convidados e disputa com eles partidas de videogame na sala de jogos da sua casa. “É um mercado extremamente forte e está em crescimento”, afirma.

Luisa Arraes: temporada de amor, sorte e muito trabalho

Patricia Pillar: ‘Abusos e ações covardes não ficarão impunes’

Ernesto Neto: artista plástico exalta o poder transformador da lua cheia

Sabrina Sato: planos para a estreia de Zoe na Sapucaí

Continua após a publicidade
Publicidade