O perigo do uso abusivo dos chamados “termogênicos”

Leia no blog do endocrinologista Fabiano Serfaty

Mais um verão em nossa bela (e quente) cidade, praias lotadas. Parece óbvio que, nessa época do ano, todos desejem perder uns quilinhos para poder desfilar com um corpo mais bonito. Para isso, é comum as pessoas irem para a internet procurar opções quase milagrosas a fim de perder peso rápido. É aí que entram os termogênicos.

Imagine perder peso sem precisar fazer dieta? Imagine conseguir aumentar a queima de calorias sem precisar fazer exercícios? Imagine queimar seus estoques de gordura armazenada sem muito esforço? E ainda com custo baixo. É isso que os chamados termogênicos se propõem a fazer. Mas o que são termogênicos?

O que é termogênese?

Nosso corpo tem a capacidade de produzir calor. Para isso, ele precisa de “combustível”. A principal fonte de energia para a termogênese é a glicose circulante no sangue. Mas, quando o corpo precisa de mais “combustível”, ele acaba utilizando a gordura que está armazenada. Sabemos hoje, claramente, que uma das maneiras mais eficazes de “queimar” esta gordura é através do exercício físico. 

É possível aumentar a termogênese com medicamentos?

Antes de responder à pergunta acima, precisamos entender quais são os hormônios que regulam a termogênese. Sabemos hoje que são três: a adrenalina, a noradrenalina e a tiroxina. Vamos saber um pouquinho sobre estas substâncias:

. A adrenalina e a noradrenalina são muito parecidos e são responsáveis pelo Sistema Nervoso Simpático. Sempre que este sistema é ativado e existe um aumento da adrenalina e da noradrenalina, observamos os seguintes efeitos: aumento do número de batidas do coração, aumento da força de contração do coração, aumento da velocidade da respiração, palidez, entre outros. Para que estes efeitos ocorram, o corpo precisa de energia. Para isso, estes hormônios promovem a quebra da gordura armazenada.

. A tiroxina é também conhecida como T4, o hormônio produzido pela glândula tireoide. Este hormônio regula, de uma maneira bem simples, a “velocidade de funcionamento do corpo”. Desta forma, quando temos um excesso de T4, vemos um aumento das funções do corpo (incluindo do coração). Com este aumento, existe também uma quebra de gordura para a produção de energia. Vale a pena lembrar que, além de quebrar a gordura, o T4 pode promover também a quebra de músculo numa tentativa de produzir mais energia ainda.

Mas vamos agora voltar aos termogênicos…

Existe um número quase incontável de produtos termogênicos no mercado, e o princípio ativo principal de quase todos eles é um só: a cafeína. A cafeína é uma sustância muito bem conhecida. Acredito que todos que leem esta coluna conhecem os poderes revigorantes de um belo café forte. Agora imaginem estes efeitos concentrados em uma ou várias cápsulas?

Quais os efeitos da cafeína no corpo humano?

O principal efeito da cafeína é potencializar o efeito da adrenalina e da noradrenalina. Ela tem a capacidade de fazer com que estas estes dois hormônios fiquem mais tempo na circulação e também exerçam seus efeitos de maneira mais efetiva. Em doses baixas, a cafeína parece melhorar a performance em alguns exercícios e até mesmo a atividade cerebral. O grande problema é que, para ter efeitos termogênicos, a cafeína precisa ser tomada em DOSES ELEVADAS.

Quais são os perigos da utilização da cafeína como termogênico?

Em doses elevadas, a cafeína aumenta muito os efeitos da adrenalina e noradrenalina. O principal órgão afetado é o nosso coração. Doses termogênicas de cafeína podem levar a um grande aumento do número de batimentos cardíacos e ao aumento da pressão arterial. Na literatura científica, encontramos relatos das seguintes complicações associadas ao uso de doses elevadas de termogênicos: hipertensão arterial, arritmias cardíacas, infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral (o chamado AVC ou derrame), ataque isquêmico transitório (a conhecida isquemia cerebral transitória), doenças psiquiátricas (crises de ansiedade ou mania) e até mesmo morte. Alguns destes efeitos já foram relatados com doses acima de 500 mg de cafeína. Para que todos tenham noção da gravidade do problema, a Intoxicação por Cafeína é uma síndrome clínica incluída na Classificação Internacional de Doenças (CID).

Nos últimos anos, estamos vendo um aumento cada vez maior de atendimentos em emergências e hospitalizações de jovens por conta de abusos de substâncias contendo cafeína. Isso vale até mesmo para a ingestão de doses exageradas das chamadas “bebidas energéticas”. Temos que ter na cabeça que este é um risco INACEITÁVEL. Estamos falando de JOVENS! As doenças listadas acima normalmente aparecem após os 40-50 anos. Estamos falando de deixar um jovem doente com um (ou vários) comprimidos simplesmente para melhorar a sua forma física. É um absurdo total e, em alguns casos, até mesmo um crime.

Existem outras substâncias termogênicas que são utilizadas junto com a cafeína?

É claro que sim. Além das doses altas de cafeína, normalmente estes comprimidos contêm também outras substâncias que potencializam os efeitos da adrenalina e noradrenalina. A mais comum é a chamada Sinefrina (ou Citrus Aurantium, como é mais comumente encontrada). A maioria dos suplementos contém doses baixas de Sinefrina. Entretanto, existem relatos de suplementos termogênicos com doses maciças desta substância. Os efeitos colaterais são os mesmos da cafeína, mas o que é mais interessante é que a maioria dos relatos na literatura científica de efeitos graves (e letais) foi em indivíduos utilizando a associação de cafeína com sinefrina. Vale a pena ressaltar, ainda, que vários estudos clínicos não conseguiram demonstrar a eficácia da Sinefrina para perda de peso.

Quais são os perigos de se utilizar os hormônios da tireoide (T4 e T3) como termogênicos?

Já deu pra notar que a utilização destes termogênicos, embora possa realmente promover alguma perda de peso, pode ter graves consequências para a saúde. Para piorar mais ainda o quadro, existem produtos que associam a tiroxina (T4) na fórmula. Ou ainda a forma ativa do T4, o potente T3. Obviamente, estamos falando aqui do uso do T4 em pessoas saudáveis com a função de termogênese e perda de peso. Nestes casos, os efeitos colaterais são mais graves ainda. Além dos efeitos cardiovasculares (os mesmos listados acima, mas, principalmente, as arritmias cardíacas), temos ainda a perda de massa muscular, osteoporose, doenças psiquiátricas, entre outros. Combinar Cafeína, Sinefrina e hormônios da tireoide para perda de peso é quase um envenenamento.

Existe algum papel para os termogênicos na perda de peso?

Não existe uma fórmula mágica para perda rápida de peso. Não existe um comprimido milagroso que vá queimar todas as suas gordurinhas localizadas! Não existe um termogênico que faça isso de maneira efetiva e seja seguro. Cuidado com as propagandas enganosas e com os rótulos mágicos. Cuidado com o uso de doses elevadas de cafeína e sinefrina. Estas substâncias podem trazer danos irreparáveis à saúde de uma pessoa jovem e saudável.

Não vale a pena.

Não vale a pena perder sua saúde por um corpo bonito.

Não vale a pena perder a vida por um verão.

dr-rodrigo

Rodrigo O. Moreira
Médico colaborador do Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia e Metabologia (IEDE); Doutorado em Endocrinologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Membro da Diretoria da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s