Clique e assine por apenas 4,90/mês

Seis exposições para visitar on-line

CCBB, Mast e Museu Histórico Nacional disponibilizam tours virtuais em seus espaços digitais

Por Marcela Capobianco - Atualizado em 30 jun 2020, 16h24 - Publicado em 30 jun 2020, 16h23

Ainda sem data para voltar a funcionar, museus e centros culturais fincam sua presença na internet e se reinventam para seguir cativando o público. Vale de tudo: de exposição colaborativa a tour por exposições que precisaram ser suspensas por conta da pandemia do novo coronavírus. Confira:

+ Ouça a playlist favorita de Maria Bethânia na quarentena

O Céu Que Nos Conecta – Museu de Astronomia e Ciências Afins.

Fuga da Gravidade: Kimberly Souza de Souza, de Manaus, compõe a exposição MAST/Divulgação

Pensada especialmente para crianças e adolescentes entre 3 e 15 anos, a mostra tem pinturas, desenhos e mensagens de solidariedade, amizade e esperança. As 142 imagens exibidas e suas respectivas descrições foram enviadas de todas as regiões do Brasil e integram a primeira exposição do museu construída em colaboração com o público. Com o céu no topo da cabeça e o coração na ponta dos dedos, meninos e meninas colocaram no papel variadas formas de conexão com o universo, em tempos de isolamento social. As dez salas da exposição propõem uma viagem pelas cores do espectro visível da luz. Partindo do chão firme, de onde avistamos o Sol laranja, foguetes e até mesmo bicicletas voadoras, seguem adiante pelo azul profundo do espaço sideral, ultrapassando a fronteira do sonho, nos confins do violeta. Confira as obras aqui.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

150 anos da Granado – Museu Histórico Nacional.

Granado: 150 anos da botica expostos on-line Granado/Divulgação

Aberta em janeiro no Museu Histórico Nacional, a mostra celebra dos 150 anos da botica mais tradicional do Brasil. No tour on-line, o público pode consultar mais de 300 itens que fazem parte do acervo da marca, além de perpassar a história do Rio. Na exposição se entrelaçam o crescimento da cidade, o desenvolvimento da farmácia e da publicidade em torno dos cosméticos. Para conferir, basta acessar o site.

+ Livros de autores negros para ler em família

Continua após a publicidade

Vaivém, Ivan Serpa, Chiraru Shiota e Egito Antigo. CCBB.

Ivan Serpa: mestre do concretismo brasileiro ganha vídeo com tour guiado da mostra no CCBB Divulgação/Divulgação

O Centro Cultural Banco do Brasil disponiblizou tours virtuais de quatro exposições que estavam em cartaz nas unidades do Rio, São Paulo, BH e Brasília. As mostras são Vaivém, que investiga as redes e as diferentes formas como elas são vistas no país. Vaivém conta com mais de 300 obras de 141 artistas e teve origem na pesquisa para o doutorado do curador Raphael Fonseca. Outra exposição que pode ser conferida é a de Ivan Serpa, mestre do concretismo. Professor de importantes nomes como Hélio Oiticica e Aluísio Carvão, o pintor e desenhista Ivan Serpa viveu apenas 49 anos, mas deixou um legado enorme para a arte visual brasileira. Na mostra Ivan Serpa: a Expressão do Concreto estão reunidas 200 peças de diferentes fases de trabalho do artista que, desde o início de sua carreira, oscilou entre a arte concreta e a abstrata. Para conferir, é só acessar o site CCBB Educativo.

+ Barra e Niterói ganham cinemas Drive-In

Publicidade