Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Samba do Trabalhador volta a ocupar o Clube Renascença às segundas

Moacyr Luz comanda as apresentações no formato palco-plateia, para apenas 40% da capacidade do espaço, a partir das 17h

Por Marcela Capobianco 7 jun 2021, 11h47

Após a liberação das rodas de samba pela prefeitura do Rio de Janeiro, o tradicional Samba do Trabalhador vai voltar a ocupar o Clube Renascença, no Andaraí, Zona Norte da cidade, nas noites de segunda.

+ Duda Beat troca a sofrência pelo rancor em novo álbum

De frente para o público, ainda sem adotar o formato de roda de samba, a banda comandada por Moacyr Luz interpreta um repertório de clássicos, habitualmente apresentados no evento, divididos em três sets.

+ Avós e netos experimentam reencontros emocionantes pós-vacinação

Não ficam de fora sucessos de autoria de Moacyr Luz, como Toda Hora, Saudades da Guanabara, Cabô, Meu Pai e Vida da Minha Vida.

Continua após a publicidade

A fim de evitar aglomeração, a casa funcionará com 40% da capacidade total de público e conta com aluguel de mesas com espaçamento definido. O uso de máscara é obrigatório.

+ Em nome da resistência cultural, Blue Note faz lives de jazz e MPB

O Samba do Trabalhador é formado por: Moacyr Luz (voz e violão), Daniel Neves (violão de 7 cordas), Alexandre Marmita (voz e cavaco), Gabriel Cavalcante (voz e cavaco), Nego Alvaro (voz e percussão), Luiz Augusto Lima Guimaraes (percussão), Nilson Visual (surdo e tamborim), Junior De Oliveira (percussão) e Mingo Silva (voz e pandeiro).

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Nesta segunda (7), o clube começa a receber o público às 16h30. O início do show está previsto para as 17h e o samba rola até as 22h.

Rua Barão de São Francisco, 54, Andaraí. Seg., 17h. R$ 30,00 (levando 1kg de alimento ou para moradores do Rio). Outras informações na página do Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade