Continua após publicidade

Orquidário do Jardim Botânico será reaberto para os visitantes

Espaço recebe novamente os visitantes a partir do dia 1º de maio. Reabertura terá apresentação do vibrafonista Arthur Dutra

Por Redação
18 abr 2022, 13h48

Um dos locais mais conhecidos do Jardim Botânico do Rio, com mais de 7.500 flores, o Orquidário reabre as portas ao público no dia 1º de maio. A estufa de vidro, fechada já há dois anos, passou por uma série de obras neste período antes de retomar a visitação, como a restauração do telhado, a impermeabilização e pintura das estruturas.

+ Que seja doce: abelhas nativas encantam chefs e ganham áreas de proteção

A reabertura do espaço contará com um show, às 10h, do vibrafonista e compositor Arthur Dutra, que já participou de álbuns de grandes nomes da MPB, como Lenine, Paulinho Moska, Roberta Sá, Vanessa da Mata, entre outros.

O que conhecer 

Foto mostra orquidário
Orquidário: complexo conta também com áreas externas, em breve reabertas aos visitantes (Rafael Lucena/Divulgação)

O público poderá apreciar a diversidade do acervo, que conta com 4.000 orquídeas originárias do Brasil e outras de diferentes partes da América, da Ásia e da África, com cores, aromas e formas distintas. Algumas plantas exóticas até mesmo não se assemelham às orquídeas tradicionais.

Compartilhe essa matéria via:

No Jardim dos Sentidos, os visitantes podem explorar melhor a visão, o olfato e o tato, ao também tocarem as plantas para sentir as texturas das flores e folhas. Há orquídeas com cheiros diversos, dos desagradáveis aos mais agradáveis. A espécie Oncidium Sharry Baby, por exemplo, possui um doce aroma de chocolate. 

Já um setor que explora mais a visão é o das micro-orquídeas, onde público pode ver flores delicadas e minúsculas – entre 2 milímetros e 1 centímetro – por meio de uma lupa.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

No orquidário, a organização das plantas em jardins suspensos é planejada a fim de promover uma floração sucessiva ao longo das estações, já que nem todas as plantas florescem no mesmo período do ano.

Além da estufa de vidro, o espaço conta com áreas externas, que em breve serão abertas à visitação pública, duas estufas fechadas, uma estufa de quarentena e o ripado, que possuem acesso restrito aos pesquisadores. 

Rua Jardim Botânico, 1.008. Seg, ter e qui. a dom., 8h/17h. R$ 17,00 a R$ 67,00 (moradores da cidade têm desconto). Ingressos pelo www.jbrj.eleventickets.com.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.