Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Cresce o número de praticantes do beach tênis nas areias cariocas

Praticado na quadra do Vôlei de Praia, Beach Tenis conquista cada vez mais amantes

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 15 set 2017, 23h07 - Publicado em 15 set 2017, 21h40

Criado na Itália nos anos 80, ele mistura características de diversas modalidades: raquetes e bolinhas são semelhantes às do frescobol, a quadra tem o tamanho da do vôlei de praia e a contagem de pontos é similar à do tênis (veja outras curiosidades abaixo). Um dos esportes mais novos a ganhar as praias cariocas, o beach tênis vem conquistando cada vez mais praticantes. Tanto que a Praia de Ipanema foi escolhida para sediar a primeira etapa do Correios Beach Tennis Tour, uma espécie de campeonato brasileiro da categoria, que acontece do dia 29 a 1º de outubro, com mais de 500 atletas amadores e profissionais. Entre os destaques da competição estará a beachtenista carioca Joana Cortez, da escola Metta Beach Tennis, campeã mundial em 2016 na cidade italiana da Cervia, ao lado da catarinense Rafaella Miiler.

  • A rede fica a 1,70 m de altura do chão
  • As raquetes medem até 30 cm de largura e 55 cm de comprimento
  • Cada set tem 40 pontos sem vantagem
  • Atrás da linha de fundo, o saque pode ser dado de qualquer lugar
  • É proibido encostar a raquete na rede
  • Publicidade