Continua após publicidade

Ney Matogrosso 80 anos: um guia para comemorar a data à altura

Canal de TV vai transmitir shows, músicas inéditas chegam ao streaming no domingo (1º) e biografia escrita por Julio Maria está pintando nas livrarias

Por Marcela Capobianco
30 jul 2021, 14h00

Nascido em 1º de agosto de 1941, o sul-matogrossense Ney de Souza Pereira  chega aos 80 anos neste fim de semana, esbanjando fôlego e vitalidade. Enquanto o novo disco completo – esperado para o segundo semestre – não fica pronto e os shows convencionais não voltam a acontecer, dá para celebrar a carreira do cantor sem sair de casa.

+ Aos 80, Ney Matogrosso grava álbum, ganha biografia e está em paz

No domingo (1º) quatro músicas do novo disco, ainda sem nome, serão disponibilizadas nas plataformas de streaming.

O Canal Brasil terá uma programação em homenagem à voz de Sangue Latino, Poema e outras tantas canções que habitam a mente do povo brasileiro. Às 9h45 deste domingo (1º), será exibido o DVD do show Atento aos Sinais, lançado em 2014. No repertório do show dirigido por Felipe Nepomuceno ganham destaque canções da nova geração da MPB.

Em seguida, o canal de TV por assinatura transmite o documentário Olho Nu, de Joel Pizzini, também de 2014. O filme retrata a vida e a obra de Ney Matogrosso a partir de um conjunto de imagens e sons reunidos pelo artista. Num espetáculo sobre seu percurso musical, o longa evoca a brilhante trajetória de Ney nos palcos.

Continua após a publicidade

+ Mistérios noturnos dão o tom de espetáculo dirigido por Yara de Novaes

Em todas as sextas de agosto serão exibidos registros de shows do artista, sempre às 13h45. No dia 6, entra em cartaz Ney Matogrosso – Beijo Bandido, de 2010, show no qual a criteriosa seleção de repertório é sublinhada pela excelência vocal do intérprete. Já Infernynho – Marília Bessy Convida Ney Matogrosso, de 2012, poderá ser conferido no dia 13 de agosto.

Dan Nakagawa Convida Ney Matogrosso, 2013, entra no dia 20 e o DVD da turnê Inclassificáveis será exibido no dia 27. Dirigido por João Jardim, Ney resgata o estilo performático que o lançou ao estrelato, quando integrava o grupo Secos e Molhados: maquiagem, fantasia, sensualidade e o rebolado inconfundível.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Quem prefere comemorar lendo tem que correr para as livrarias. Ney Matogrosso – A Biografia, escrita pelo jornalista Julio Maria, está pintando nas prateleiras físicas e digitais e é um retrato esmerado de um artista que, na sua odisseia rumo ao olimpo da MPB, viveu aventuras mirabolantes — quase todas no Rio.

+ Comida di Buteco: 73 bares do Rio concorrem com petiscos

O livro vai das origens de Ney, nascido em Bela Vista, na fronteira com o Paraguai, à primeira dose da vacina contra a Covid-19, recebida por ele em 1º de março. Leitura saborosa, revela a cada página a importância de cenários e personagens cariocas na vida do biografado.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.