Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Museu do Amanhã inaugura mostra imersiva e sensorial

Primeira atração temporária no centro cultural desde a reabertura, em setembro, Imfusion recebe apenas seis pessoas por sessão e é altamente 'instagramável'

Por Marcela Capobianco 29 out 2020, 13h35

Uma sala escura, com projeções de efeitos especiais, sonoros e gráficos, câmeras e sensores que captam a movimentação dos visitantes, tornando-os parte da exibição.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Assim é a mostra Imfusion, inaugurada nesta quinta (29), no Museu do Amanhã, altamente ‘instagramável’.  Com muitas cores e formas, a experiência tenta mostrar como o desenvolvimento de novas tecnologias e as conquistas científicas têm impactado a forma como o ser humano se relaciona com a natureza em escalas de proporções paradoxais, desde o micróbio até a exploração do espaço sideral.

+ Exposição na Gávea marca centenário de Amilcar de Castro

“Queremos reforçar a percepção de que o individual tem reflexo no coletivo, transformando todo o ambiente em que vivemos”, afirma Felipe Reif, idealizador da experiência. A equipe de criação da Imfusion contou com uma equipe de dez pessoas, espalhadas pelo Brasil, Chile e Estados Unidos.

Continua após a publicidade
Imfusion: projeções e sensores para criar experiência imersiva Divulgação/Divulgação

Apenas seis visitantes são admitidos por sessão, respeitando o distanciamento. Uma cortina de tecido, com tratamento antibacteriano, e potentes equipamentos de filtragem do ar são parte dos cuidados. A experiência dura doze minutos.

Para participar, é preciso comprar o ingresso para o Museu do Amanhã pela internet, com data e hora agendadas. Na bilheteria, o visitante deve fazer o agendamento da entrada na Imfusion. Portanto, a visitação à instalação está sujeita a disponibilidade dos horários do dia.

+ Museu Casa do Pontal se despede do Recreio com exposição do acervo

“A vinda dessa exposição é parte de nossa estratégia de apresentar novidades aos nossos visitantes. Estamos sempre focados em expandir a narrativa da Exposição de Longa Duração do nosso museu, apresentando ao público, em diferentes formatos e conteúdos, reflexões sobre quais ‘amanhãs’ queremos construir desde já”, afirma Eduardo Carvalho, editor artístico do IDG, instituição que faz a gestão do Museu do Amanhã. “Esta é a primeira atração temporária desde a reabertura do Museu, fechado até setembro devido à pandemia da Covid-19. Estamos sendo bem cuidadosos para que o visitante vivencie esta experiência com segurança e qualidade”, complementa Carvalho.

+ Hotel na Praia de Copacabana oferece aula de ioga ao ar livre

Imfusion. Museu do Amanhã, Praça Mauá, 1, Centro. Quinta a domingo, 10h/17h. Ingressos: R$ 26,00 mais taxa. Até 29 de novembro.

Continua após a publicidade
Publicidade