Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

MAR e MAM reabrem nesta quinta (6), com ingressos gratuitos

Centro cultural da Praça Mauá inaugura a instalação Banca de Jornais, de Nelson Leirner. Já o espaço no Aterro abre grande mostra de esculturas

Por Marcela Capobianco Atualizado em 4 Maio 2021, 17h22 - Publicado em 4 Maio 2021, 12h01

Fechados desde o dia 22 de março por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus, o Museu de Arte do Rio (MAR) e Museu de Arte Moderna (MAM Rio) vão voltar a receber o público nesta quinta (6), com novidades e ingressos gratuitos.

+ Museus na palma da mão

O centro cultural da Praça Mauá vai permitir que os visitantes conheçam, agora de forma presencial, a instalação Banca de Jornais, de Nelson Leirner, no espaço expositivo da biblioteca. A obra data de 2007, mas só no mês passado foi integrada ao acervo do MAR.

+ Com talento e ambição, Maxwell Alexandre conquista espaço no panteão das artes

Além disso, as exposições Aline Motta: Memória, Viagem e Água, Casa Carioca, Paulo Werneck – Murais para o Rio e Rua! seguem montadas no espaço. Não haverá cobrança de ingressos até domingo (9).

O uso de máscaras de proteção é obrigatório e haverá controle de fluxo para que haja o distanciamento de dois metros entre cada pessoa.

Praça Mauá, 5. Qui. a dom., 12h/18h. Grátis até domingo (9). Após, R$ 20,00, pelo site.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Já o Museu de Arte Moderna do Rio será reaberto, também na quinta (6), com a maior exposição de esculturas do acervo já montada pela instituição. O Salão Monumental do prédio do Aterro do Flamengo e espaços do terceiro andar serão transformados numa espécie de jardim artístico, com 125 obras tridimensionais do acervo. Desse total, 24 peças não eram exibidas há mais de 20 anos.

+ Semana de Arte Moderna de 1922 é tema de debates on-line do Instituto Moreira Salles

Há esculturas de Amilcar de Castro, Auguste Rodin, Angelo Venosa, Cildo Meireles, Franz Weissman, Lygia Clark, Márcia X, Maria Martins, Tunga, entre outros artistas.

Seguem em cartaz no museu as exposições de Fayga Ostrower e Marcos Chaves: As Imagens Que Nos Contam.

O Museu do Amanhã, que também foi fechado no final de março, ainda não tem previsão de reabertura.

Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo. Qui. e sex., 13h/18h. Sáb. e dom., 10h/18h. Grátis. Contribuição sugerida R$ 20,00.

Continua após a publicidade
Publicidade