Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Bienal do Livro: programação destaca debates e obras de autores negros

Estande da prefeitura homenageia a escritora Sonia Rosa nesta sexta (3), autora com obras focadas no protagonismo negro

Por Luiza Maia Atualizado em 1 dez 2021, 15h20 - Publicado em 1 dez 2021, 15h16

Nomes da literatura negra estarão em destaque no estande da Prefeitura do Rio na 20ª Bienal Internacional do Livro, o maior evento literário do país, que retorna ao Riocentro entre os dias 3 e 12 de dezembro, na Barra.

+ Beijo gay: dois anos após tentativa de censura tema volta à Bienal do Rio

A arena, com capacidade para até 100 pessoas, receberá a 29ª edição do festival Paixão de Ler, trazendo trocas e debates com diferentes autores que abordam assuntos como identidade, representatividade, ancestralidade, entre outros.

Foto mostra o estande da prefeitura
Paixão de Ler: festival será o mote da arena ./Divulgação

Com o tema “Literatura infantojuvenil negra e narrativas antirracistas”, os encontros serão realizados sempre de quinta a domingo, às 17h e às 19h. Os atores Rodrigo França e Babu Santana, o escritor Jessé Andarilho, o comunicador Rene Silva e a rapper Nega Gizza são alguns dos nomes confirmados nas rodas de conversa. 

+ Bienal do Livro terá transmissão on-line dos debates pela primeira vez

A abertura da programação será nesta sexta (3), às 17h, com uma homenagem à escritora carioca Sonia Rosa, que tem o protagonismo negro como o principal foco das suas obras infantis.

Continua após a publicidade

Conhecida como uma das referências nacionais em literatura negra, a autora já escreveu mais de 50 livros – entre eles, a coleção Lembranças Africana (iniciada em 2004; Pallas Editora), que recebeu o selo de altamente recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).

+ Edição pós-pandemia da feira de livros aposta na ficção

A mesa contará também com a professora Iris Amâncio, o ator Nando Cunha e o escritor Renato Noguera.

Durante o evento, o estande também receberá outras intervenções, debates e oficinas que abordarão a cultura afro, a igualdade racial, de gênero, entre outros assuntos.

Após a Bienal, o Paixão de Ler seguirá para outros 17 espaços culturais do Rio, como o recém-inaugurado Museu da História e Cultura Afro-Brasileira (Muhcab), na Gamboa. Do dia 16 a 19 de dezembro, os locais receberão rodas de leitura, recitais e saraus lítero-musicais, shows, rodas de samba, exposições, encontros com autores, entre outras atrações.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Riocentro. Avenida Salvador Allende, 6555, Barra. 3 a 12 de dezembro. R$ 44,00 (inteira). Ingressos pelo http://www.bienaldolivro.com.br.

Continua após a publicidade

Publicidade