Laguiole Lab (Desde 1977)

Tipos de Restaurantes: Cozinha contemporânea, Franceses, Vinhos
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Avenida Infante Dom Henrique, 85 - - Museu de Arte Moderna - Aterro do Flamengo - Rio de Janeiro - RJ ver no mapa
Telefone: (21) 25173129
Horário:
segunda-feira
12:00 - 16:00
terça-feira
12:00 - 16:00
quarta-feira
12:00 - 16:00
quinta-feira
12:00 - 16:00
sexta-feira
12:00 - 16:00
sábado
Fechado
domingo
Fechado
monetization_on

Faixa de preço

De R$151,00 a R$250,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Hipercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Estacionamento/Valet, Reservas, Lugares/Capacidade total (80), Comida (couvert) (R$ 18,00) (1), Levar vinhos (permite) (R$ 100,00)

(1)individual

Resenha por Fabio Codeço

Em 2013, quando foi eleito chef revelação no especial COMER & BEBER, Ricardo Lapeyre estava à frente do contemporâneo Laguiole, seu primeiro posto como chef de cozinha. Depois, alçou voo-solo e comandou duas casas com seu nome, até voltar ao lugar que o consagrou. Os dois, Lapeyre e o restaurante do MAM, mudaram. Na proposta atual, o valor de R$ 150,00 permite saborear todo o cardápio, água e café incluí­dos. Em um lado do menu, sugestões diárias compõem uma degustação de sotaque francês. Ali o cozinheiro dá asas à criatividade, materializada em receitas como a inesquecível galinha-d’angola recheada de acelga, presunto cru, trufas e cogumelos. No outro, ficam clássicos que não saem de cartaz, como o arroz de bacalhau. O comensal pode optar pela sequência proposta pelo chef, criar a sua e até solicitar “provinhas”.

    Comer e beber

    • 2018 - Indicado

      Francês Comer & Beber .

      Em 2013, quando foi eleito chef revelação no especial COMER & BEBER, Ricardo Lapeyre estava à frente do contemporâneo Laguiole, seu primeiro posto como chef de cozinha. Depois, alçou voo-solo e comandou duas casas com seu nome, até voltar ao lugar que o consagrou. Os dois, Lapeyre e o restaurante do MAM, mudaram. Na proposta atual, o valor de R$ 150,00 permite saborear todo o cardápio, água e café incluí­dos. Em um lado do menu, sugestões diárias compõem uma degustação de sotaque francês. Ali o cozinheiro dá asas à criatividade, materializada em receitas como a inesquecível galinha-d’angola recheada de acelga, presunto cru, trufas e cogumelos. No outro, ficam clássicos que não saem de cartaz, como o arroz de bacalhau. O comensal pode optar pela sequência proposta pelo chef, criar a sua e até solicitar “provinhas”.

      Fabio Codeço

    • 2017 - Vencedor

      Carta de Vinhos Comer & Beber .

      Destino sofisticado para o almoço, o restaurante do Museu de Arte Moderna é um dos negócios do empresário Marcelo Torres, um colecionador de prêmios no COMER & BEBER. Duas vezes eleito o restaurateur do ano, ele guarda ainda cinco troféus pelo desempenho de sua casa de carnes, Giuseppe Grill, e o de melhor contemporâneo, atribuído ao Laguiole em 2014. Aqui, vê consagrada a carta de vinhos da mesma casa, um compilado de 600 rótulos que selecionou pessoalmente. A lista, que denota a autoria de um notório apreciador e entendedor da bebida, traz uma coleção enriquecida ao longo dos anos, parte dela armazenada em uma adega toda de vidro, à vista da clientela do restaurante. Quem quiser (e puder) desembolsar pequenas fortunas encontrará preciosidades como o Petrus 1966 (R$ 28 680,00), diversas safras do ícone português Barca Velha, que conquistou os 100 pontos máximos da revista americana Wine Enthusiast, a preços entre R$ 3 960,00 e R$ 4 960,00, além de uma magnum (garrafa de 1 litro e meio) do lendário espanhol Vega Sicilia Único Cabernet Sauvignon (R$ 8 960,00). Num patamar viável, destacam-se pedidas como o argentino Las Moras, oferecido em diferentes varietais (malbec, shiraz e bonarda, por exemplo) a R$ 98,00 cada, e o curioso tinto suíço Château de Mont Grand Cru Gamaret (R$ 181,00). Muitas opções de brancos, espumantes, rosés e doces, incluindo dezesseis sugestões em taça a partir de R$ 24,00, completam a carta campeã. No menu, um capítulo de clássicos elenca quatro receitas, a exemplo do ótimo arroz de bacalhau (R$ 78,00).

      Fabio Codeço

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s