Clique e assine por apenas 4,90/mês

Confeitaria Colombo

(Desde 1894)

Tipos de Comidinhas: Docerias

Veja Rio:

Endereço: Rua Gonçalves Dias, 32 - - Centro - Rio de Janeiro - RJ ver no mapa

Telefone: (21) 25051500

Site: http://www.confeitariacolombo.com.br

Horário:

segunda-feira 09:00 - 19:30

terça-feira 09:00 - 19:30

quarta-feira 09:00 - 19:30

quinta-feira 09:00 - 19:30

sexta-feira 09:00 - 19:30

sábado 09:00 - 17:00

domingo - Fechado

Informações adicionais: Lugares/Capacidade total (350)

Resenha por Fabio Codeço

Patrimônio histórico da cidade, a confeitaria, inaugurada no século XIX, é um ícone da belle époque. Espelhos de cristal belga, móveis de jacarandá e vitrais franceses compõem o cenário. No prédio de sete andares são produzidos doces, salgados e refeições, distribuídos por quatro salões. Marcas dos primeiros proprietários portugueses continuam impressas nos menus recheados de doçuras da terrinha, a exemplo dos pastéis de nata, dos quindins de camisola e dos pingos de tocha (R$ 10,90 cada um). Na ala de influência francesa, as vitrines exibem mil-folhas de creme ou chocolate (R$ 11,20) e tartelete de nozes (R$ 11,90), entre outras opções. Os salgados também gozam de prestígio entre turistas e locais. São petiscos disputados a coxinha de galinha (R$ 9,60 a simples; R$ 11,80, com queijo cremoso; R$ 17,40, com osso), um hit, e as variações com camarões empanados VM (R$ 19,50) e VG (R$ 26,90). Presença recente no cardápio, a vaca-preta, mistura de milk-shake de sorvete e Coca-Cola, sai a R$ 25,80 no copo personalizado, que pode ser levado como lembrança. Aos sábados, o salão Cristóvão, no 2º andar da matriz, serve farto bufê de café da manhã (R$ 69,50) até as 11h.

    Patrimônio histórico da cidade, a confeitaria, inaugurada no século XIX, é um ícone da belle époque. Espelhos de cristal belga, móveis de jacarandá e vitrais franceses compõem o cenário. No prédio de sete andares são produzidos doces, salgados e refeições, distribuídos por quatro salões. Marcas dos primeiros proprietários portugueses continuam impressas nos menus recheados de doçuras da terrinha, a exemplo dos pastéis de nata, dos quindins de camisola e dos pingos de tocha (R$ 10,90 cada um). Na ala de influência francesa, as vitrines exibem mil-folhas de creme ou chocolate (R$ 11,20) e tartelete de nozes (R$ 11,90), entre outras opções. Os salgados também gozam de prestígio entre turistas e locais. São petiscos disputados a coxinha de galinha (R$ 9,60 a simples; R$ 11,80, com queijo cremoso; R$ 17,40, com osso), um hit, e as variações com camarões empanados VM (R$ 19,50) e VG (R$ 26,90). Presença recente no cardápio, a vaca-preta, mistura de milk-shake de sorvete e Coca-Cola, sai a R$ 25,80 no copo personalizado, que pode ser levado como lembrança. Aos sábados, o salão Cristóvão, no 2º andar da matriz, serve farto bufê de café da manhã (R$ 69,50) até as 11h.