Em nova formação, Azymuth leva disco mais recente ao Blue Note

Com novo tecladista, o trio de jazz fusion mostra, em duas sessões, que continua em plena forma com o álbum 'Fênix'

Surgido no início dos anos 70, o Azymuth, de Alexandre Malheiros (baixo), Ivan “Mamão” Conti (bateria) e José Roberto Bertrami (teclado), ganhou prestígio internacional com sua fusão única de jazz, funk e samba. Primeiro grupo brasileiro a tocar no Festival de Montreux, em 1977, o trio já dividiu jams com o trompetista Dizzy Gillespie e o cantor Al Jarreau. Em 2012, houve o baque da morte de Bertrami, mas o conjunto reencontrou seu caminho ao lado do tecladista Kiko Continentino. Lançado em 2016, o ótimo Fênix, primeiro álbum de inéditas da atual formação, representa bem a nova fase. Blue Note. Avenida Borges de Medeiros, 1424, Lagoa. Sábado (14), 20h e 22h30. R$ 150,00.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s