Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Música para pequenos: Farra dos Brinquedos lança álbum visual gratuito

Segundo disco do grupo, Tudo Quanto É Coisa, traz onze faixas acompanhadas por clipes para estimular o imaginário das crianças através de ritmos diversos

Por Luiza Maia Atualizado em 23 mar 2021, 14h24 - Publicado em 23 mar 2021, 14h23

Formado por músicos experientes da cena carioca, o Farra dos Brinquedos lança, neste domingo (28), seu segundo trabalho de estúdio em formato de videoálbum. Tudo Quanto É Coisa estreia no canal do Youtube, trazendo onze canções para despertar na criançada o fascínio pela música através de diversos gêneros.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Voltadas ao público infantil, as novas composições do quinteto formado por Bebel Nicioli (flauta, clarinete e voz), Carlos Sales (bateria, percussão e voz),  Elisa Addor (voz), Pedro Miranda (voz e percussão) e Rodrigo Ferrero (acordeom, violão e voz) buscam a versatilidade.

Com letras que mergulham no universo dos bichos, das lendas, das fantasias, dos medos, dos questionamentos e das travessuras do imaginário das crianças, o repertório transita por diferentes ritmos como o baião, maracatu, samba, reggae, jazz, disco-music e rock. 

+ Show em casa: Diogo Nogueira vai comandar mais uma Conversa de Botequim

“Há um cuidado para que as músicas sejam feitas com autenticidade e verdade, sem subestimar os ouvidos de nosso público, sejam crianças ou adultos. Lidamos com este trabalho da mesma forma com que lidamos com os outros projetos, colocando a nossa alma ali, tocando o que nos toca, com a pitada do lúdico e do ‘tocar com o corpo inteiro’”, afirma Bebel Nicioli, que atua paralelamente na área de educação musical infantil, assim como Elisa Addor e Rodrigo Ferrero.

As canções foram produzidas pelo multi-instrumentista Guto Wirtti, que, além de gravar baixo, sintetizadores e percussão, responde pelos arranjos de uma parte das canções, dividindo os créditos no álbum com Marcelo Caldi.

+ Festival on-line terá shows de Chico César, Anelis Assumpção e Metá Metá

Já as filmagens, dirigidas por Eduardo Hunter de Moura, foram realizadas ao longo de três dias em um sítio na Ilha de Guaratiba, na Zona Oeste do Rio. Os clipes podem ser conferidos individualmente ou numa sequência que costura o enredo das faixas.

Continua após a publicidade
Publicidade