Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Chegou o grande dia? Veja quem pode se vacinar nesta semana no Rio

Até sexta (2), serão vacinados os cariocas entre 47 e 43 anos contra a Covid-19. Nesta semana, começa também a vacinação de mulheres lactantes

Por Luiza Maia Atualizado em 28 jun 2021, 12h27 - Publicado em 28 jun 2021, 12h02

O calendário de vacinação contra a Covid-19 foi novamente antecipado pelo prefeito Eduardo Paes no último sábado (26). Nesta segunda (28), receberão a primeira dose as pessoas com 47 anos. O cronograma segue o escalonamento de uma faixa etária por dia até o sábado (3), com a repescagem para pessoas de 43 anos ou mais.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Eduardo Paes (@eduardopaes)

+ Denúncia: cariocas tomam duas vezes a primeira dose de vacinas diferentes

As mulheres recebem a vacina no período da manhã, das 8h às 13h, enquanto os homens podem comparecer aos postos no período da tarde, das 13h às 17h.

A partir desta segunda (28), as mulheres que amamentam também podem ser vacinadas, desde que tenham a indicação de um profissional. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) alerta que as lactantes não devem interromper o aleitamento materno após receberem o imunizante.

Continua após a publicidade

+ Covid-19: festas e boates continuam proibidas no Rio

Vacinação contra a gripe

A campanha de vacinação contra a gripe, prevista para terminar no dia 9 de julho, foi prorrogada no Rio até o dia 30 do mesmo mês.

Pessoas dos grupos prioritários podem comparecer às clínicas e centros de saúde municipais para receber a vacina de segunda a sexta, das 8h às 17h. Quem tomou o imunizante contra a Covid-19 deve aguardar o intervalo de catorze dias para ser vacinado.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Estão incluídos no grupo prioritário os idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, gestantes e puérperas, indígenas e quilombolas; pessoas com comorbidades ou deficiência permanente, trabalhadores da saúde e da educação.

Também podem receber a vacina os caminhoneiros e trabalhadores do transporte coletivo e de longo percurso, portuários, população privada de liberdade, adolescentes sob medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional, forças de segurança e salvamento e forças armadas.

Continua após a publicidade
Publicidade