Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Denúncia: cariocas tomam duas vezes a primeira dose de vacinas diferentes

Em coletiva nesta sexta (25), o prefeito Eduardo Paes criticou a ação de quem escolhe qual imunizante tomar: "É um ato criminoso"

Por Redação Atualizado em 25 jun 2021, 18h24 - Publicado em 25 jun 2021, 18h07

O prefeito Eduardo Paes alertou nesta sexta (25) sobre os cariocas “sommeliers de vacina” – aqueles que estão escolhendo qual vacina contra a Covid-19 tomar.

+ Covid-19: festas e boates continuam proibidas no Rio

Segundo informações da prefeitura, há pelo menos 16 casos notificados de pessoas que tomaram a primeira dose mais de uma vez, mas de fabricantes diferentes. Insatisfeitas com o rótulo da primeira vacina, as pessoas retornaram aos postos no dia da repescagem para receber a primeira dose de outro laboratório.

O prefeito afirmou que todas as ocorrências serão encaminhadas à Policia Civil e ao Ministério Público do Rio para investigação. “Nós temos os registros de todos que são vacinados e vamos descobrir quem comete esse ato. Porque isso é criminoso, é um desrespeito a vida”, disse.

+ Covid: número de internados jovens dobra em CTI de hospital público no Rio

A cidade recebe as doses das vacinas AstraZeneca/Fiocruz, Pfizer, Coronavac e, a partir desta segunda (28), a da Janssen para a vacinação da população.

O prefeito reiterou que todas essas marcas são seguras e aprovadas por autoridades da saúde. “Se acredita na ciência, entende que a Terra é redonda, que a vacina funciona, pode tomar qualquer uma. Todas elas salvam vidas”, reforçou Paes.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade