Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Novo decreto: Rio libera capacidade máxima de cinemas, teatros, shoppings e eventos

As boates e danceterias, no entanto, seguem suspensas. Segundo decreto do prefeito Eduardo Paes, o uso de máscaras ainda é obrigatório nos espaços

Por Luiza Maia Atualizado em 18 out 2021, 12h44 - Publicado em 18 out 2021, 12h43

A partir desta segunda (18), os espaços culturais, pontos turísticos, centros comerciais e eventos autorizados no Rio poderão receber 100% da capacidade público. De acordo com a decisão do prefeito Eduardo Paes, publicada no Diário Oficial do município, o funcionamento das boates, danceterias e salões de dança continua suspenso, até que 65% da população carioca esteja com o esquema vacinal completo.

+ Covid: pela primeira vez, todos os municípios do Rio possuem risco baixo

Os estádios e ginásios esportivos seguem com a lotação autorizada de 50% do público nas competições. Segundo o texto, apesar do fim do distanciamento mínimo, o uso de máscaras nos espaços liberados ainda é obrigatório, assim como a entrada mediante o comprovante de vacinação.

São autorizados a receber a capacidade total:

  • shopping centers, centros comerciais e galerias de lojas;
  • museus, bibliotecas, cinemas, teatros;
  • casas de festa, salões de jogos, casas de espetáculos;
  • circos, pista de patinação, parque de diversões, temáticos, aquáticos e recreação infantil;
  • pontos turísticos, aquários, zoológico;
  • feiras, congressos, exposições, drive-in;
  • eventos autorizados.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, a liberação do uso de máscaras está prevista para a próxima terça (26), quando cerca de 65% da população total estiver vacinada com as duas doses ou dose única da vacina. Atualmente, mais de 61% dos cariocas já estão com o ciclo vacinal completo.

Continua após a publicidade

+ Em novo decreto, Prefeitura do Rio flexibiliza exigências para eventos-teste

Em entrevista nesta segunda (18) ao Bom Dia Rio, da TV Globo, o secretário ressaltou que a cidade registra o menor número de casos e de pacientes internados desde o começo da pandemia. Segundo o painel da prefeitura, 238 pacientes estão internados nos hospitais públicos do Rio.

Quanto aos casos de Covid-19, a média móvel de sete dias registrada no sábado (16) é de 63 ocorrências – o índice mais baixo registrado desde março de 2020.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade