Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Le Cordon Bleu comemora três anos no Rio com jantar à moda da Belle Époque

Menu é assinado a oito mãos pelos chefs Roland Villard, Patrick Martin, Yann Kamps e Philippe Brye e resgata sabores clássicos

Por Marcela Capobianco Atualizado em 13 set 2021, 16h15 - Publicado em 13 set 2021, 16h14

A unidade carioca da prestigiada escola de gastronomia Le Cordon Bleu está completando três anos.

Desde 2018, cerca de 800 alunos se formaram e, hoje, mais 200 professores fazem parte dos diplomas de cuisine, pâtisserie e boulangerie.

+ Noites Cariocas volta ao Morro da Urca em março de 2022

Para comemorar o aniversário, o restaurante Signatures, que funciona na instituição, vai promover um jantar no estilo Belle Époque nesta segunda (13), a partir das 19h.

A Belle Époque foi um período de explosão cultural, que durou de 1871 até 1914, quando explodiu a Primeira Guerra Mundial.

Os comensais farão uma viagem no tempo pelos sabores e pela história da França e do Brasil. O menu é assinado a oito mãos pelos chefs Roland Villard, Patrick Martin, Yann Kamps e Philippe Brye.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

O jantar resgata técnicas gastronômicas de receitas preparadas para Dom Pedro II no final do século XIX e começa com os sabores do mediterrâneo com uma bisque de frutos do mar morna e aïoli, além de entrada fria de aspic – espécie de gelatina – de salmão defumado.

Aspic de salmão defumado no prato cercado por plantinhas comestíveis
Belle Époque: jantar no Signatures, restaurante da Le Cordon Bleu, terá aspic de salmão defumado de entrada ./Divulgação
Continua após a publicidade

Os chefs também vão preparar uma entrada quente: bouchée à la reine com morilles – ninho de massa folhada recheada com creme de cogumelos.

+ UFRJ é eleita melhor universidade do Brasil em ranking internacional

O prato principal será o clássico tournedos rossini com gratin dauphinois – leia-se filé mignon com foie gras e molho demi-glace com batatas gratinadas.

Para finalizar, a torta opéra, um clássico da gastronomia francesa, foi a escolha para a sobremesa. O doce é feito com uma espécie de pão-de-ló de farinha de amêndoas e tem muitas camadas, com sabor marcante de café e chocolate.

+ A melhor forma de redescobrir o Rio? A pé, é claro

“A Belle Époque marcou uma revolução cultural e o setor de gastronomia tem uma importante parcela na relevância desse movimento. Por isso, acredito que ela esteja voltando aos menus. Quando se conhece a técnica e a paixão por trás de cada prato, tudo é permitido, não há fronteiras”, explica o chef Rolland Villard.

A experiência custa R$ 360,00 por pessoa e as reservas podem ser feitas por WhatsApp (21 – 97236-3218).

Serviço: 
Rua da Passagem, 179, Botafogo. Jantar: 19h/22h. 

Continua após a publicidade

Publicidade