Imagem Blog

Dudu Netto

Por Dudu Netto, educador físico, mestre em motricidade humana e diretor técnico do grupo Bodytech Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Saúde
Continua após publicidade

Infância Ativa: como escolher a melhor atividade física para cada idade

Prática esportiva desenvolve soft skills, pensamento crítico, resiliência e liderança

Por Dudu Netto
4 jul 2024, 15h04

A importância da atividade física e de hábitos saudáveis é reconhecida em todas as fases da vida, mas é na infância que se formam preferências e práticas que promovem saúde e bem-estar. Incorporar exercícios na rotina desde cedo traz benefícios imediatos e a longo prazo, como: desenvolvimento motor, prevenção de doenças cardiovasculares, fortalecimento muscular, manutenção do peso, melhora da resistência aeróbica, controle corporal, melhor postura, equilíbrio, qualidade do sono, aumento da autoestima, e aprimoramento do foco e da concentração.

Crianças ativas tendem a ser mais saudáveis e a evitar o sedentarismo na vida adulta. A prática regular de esportes ajuda no desenvolvimento neural, ensina habilidades motoras e estimula a produção de hormônios essenciais para a saúde mental, como a endorfina, que proporciona prazer e bem-estar, prevenindo depressão e ansiedade. Movimentos como correr, pular, girar e dançar promovem benefícios físicos e estimulam a criatividade, habilidades sociais, raciocínio e controle emocional.

Estudos indicam que o exercício físico aumenta o foco mental, resistência à distração, memória de trabalho e flexibilidade cognitiva, tornando crianças ativas menos impulsivas e mais preparadas para aprender. Atividades como queimada e jogos cooperativos desenvolvem soft skills, como comunicação, pensamento crítico, resiliência e liderança, preparando-as para serem adultos saudáveis e equilibrados.

A participação em campeonatos promove sociabilização e respeito às regras. Perder ensina a lidar com frustrações, desenvolvendo persistência, enquanto ganhar melhora a autoestima. É essencial que a prática esportiva seja adequada ao desenvolvimento da criança e supervisionada por um profissional qualificado, evitando imposições e pressão por desempenho excessivo.

Pais ativos e com bons hábitos alimentares servem de exemplo, aumentando as chances de seus filhos adotarem esses comportamentos. Estimular atividades ao ar livre e brincadeiras ajuda a evitar comportamentos sedentários.

Incorporar atividade física na infância é fundamental para o desenvolvimento saudável e bem-estar das crianças, abrangendo melhorias na saúde mental, habilidades sociais e cognitivas. Ao promover uma rotina de exercícios adaptada à faixa etária e acompanhada por profissionais qualificados, garantimos que as crianças cresçam com hábitos saudáveis e preparadas para enfrentar desafios futuros. Pais e cuidadores devem ser exemplos e incentivar essas práticas, criando um ambiente favorável para um estilo de vida ativo e equilibrado, contribuindo para a formação de adultos mais saudáveis, resilientes e conscientes de sua saúde e bem-estar.

Continua após a publicidade

Atividades Físicas Ideais para Crianças por Faixa Etária

Crianças de 0 a 2 anos

  • Estimulação sensorial e motora: Brincadeiras que incentivam o movimento, como engatinhar, rolar, e segurar objetos.
  • Atividades aquáticas: Brincadeiras na água, como a natação para bebês, promovem desenvolvimento motor e sensorial.

Crianças de 3 a 5 anos

  • Atividades lúdicas: Correr, pular, dançar e brincar de pega-pega ou esconde-esconde.
  • Jogos de coordenação: Brincadeiras com bolas, como jogar e pegar, ajudam a desenvolver a coordenação motora.

Crianças de 6 a 8 anos

  • Esportes individuais e coletivos: Natação, ginástica, futebol, basquete e artes marciais.
  • Atividades de resistência e força: Brincadeiras ao ar livre como andar de bicicleta, pular corda e escalada em playgrounds.

Crianças de 9 a 12 anos

Continua após a publicidade
  • Esportes organizados: Participação em equipes de esportes, como futebol, basquete, vôlei, atletismo, e outros esportes de grupo.
  • Atividades ao ar livre: Caminhadas, corridas, e atividades que envolvem a natureza, como trilhas e acampamentos.
  • Desenvolvimento de habilidades específicas: Treinamento em esportes que exigem habilidades técnicas, como tênis, ginástica e artes marciais.

Adolescentes de 13 a 18 anos

  • Treinamento de resistência e força: Treinamento com pesos, exercícios funcionais e atividades que melhoram a resistência muscular.
  • Esportes competitivos: Participação em competições esportivas, como futebol, basquete, atletismo, natação, entre outros.
  • Atividades recreativas: Atividades como dança, skate, ciclismo e esportes aquáticos que incentivam a manutenção de um estilo de vida ativo e saudável.

 

 

 

 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.