Intervenção Federal divulga suas metas após cinco meses de operação

Redução de crimes é um dos objetivos, mas quantidade de ocorrências só cresceu

O general Walter Braga Netto divulgou nesta quinta (18) no Diário Oficial fluminenses o plano estratégico da Intervenção Federal na segurança pública, cinco meses após o início da operação.

Com mais de 15 páginas, o documento apresenta diágnóstico, metas e métodos da ação, entre outras informações. Entre os objetivos definidos, está a redução do número de crimes no estado, que não vem sendo verificada nos últimos meses.

Além dela, o plano indica que dinamizar as práticas do setor, aumentar a eficiência administrativa e valorizar a dimensão humana dos agentes são algumas das linhas-mestras definidas. Com orçamento de R$ 1 bilhão, a intervenção segue em vigor até 31 de dezembro de 2018.

Após a publicação desta nota, o Gabinete de Intervenção Federal (GIF) procurou a redação para informar que o plano estava concluído desde 7 de junho, quando foi entregue ao presidente Michel Temer e distribuído à imprensa, que inclusive divulgou alguns objetivos da operação naquela ocasião.

Porém, a divulgação da portaria do documento no Diário Oficial aconteceu apenas nesta semana e, só com ela, foi permitido ao grande público conhecer maiores detalhes do planejamento por meio de fontes oficiais e não por veículos de imprensa.

Leia na íntegra o texto da nota encaminhada pelo GIF:

O Plano Estratégico da Intervenção Federal, divulgado em junho e cuja portaria foi publicada na última quinta-feira (19/07) no Diário Oficial do Estado – traça um cenário da Segurança Pública do Rio, destacando suas peculiaridades e estabelecendo um diagnóstico estratégico. Todas as ações da Intervenção Federal estão pautadas pelo princípio da legalidade, independentemente de qualquer tentativa de interferência. As informações fazem parte de um estudo, com base em uma ferramenta de planejamento estratégico (Matriz Swot), que permite diagnosticar dados positivos e negativos. O Gabinete de Intervenção Federal mantém interlocução permanente com o governo do Estado.

 

Obs.: Os dois últimos parágrafos foram acrescentados ao texto em 20/07/2018, às 17h35 e a nota do GIF, às 17h45.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s