Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A vacinação acelera: Rio espera vacinar 60 000 jovens por dia em nova fase

Calendário de agosto prevê uma faixa etária por dia. Prefeitura reforça a repescagem de pessoas com 33 anos ou mais neste sábado (31)

Por Luiza Maia 30 jul 2021, 14h14

O mês de agosto marca uma fase mais acelerada da vacinação no Rio, com a aplicação da primeira dose contra a Covid-19 para todos os cariocas acima de 15 anos. De acordo com a previsão da prefeitura, os postos da cidade deverão atender cerca de 60 000 jovens por dia. Cada data será destinada a uma faixa etária, com o atendimento a mulheres pela manhã e homens no período da tarde.

+‘Rio de novo’: em plano, Paes prevê liberação de estádios com 50% de público e de boates

Segundo informações do 30º Boletim Epidemiológico do Rio, divulgado em coletiva nesta sexta (30), cerca de 60% das pessoas nas faixas entre 30 a 39 anos já receberam a primeira dose da vacina. A prefeitura reforça importância da repescagem para pessoas com 33 anos ou mais neste sábado (31), já que novas datas não estão previstas nas próximas duas semanas.

Nos dias 2 e 7 de agosto, serão vacinados os cariocas de 32 a 27 anos. A previsão é imunizar todos os cidadãos acima de 18 anos até o dia 18 do mês. Em seguida, será a vez dos adolescentes entre 17 e 12 anos.

+ Ressaca do mar: orla do Leblon é interditada por causa de altas ondas

Continua após a publicidade

“É muito importante que os jovens tenham a disciplina de se vacinar no seu dia, sem escolher a vacina. Nós estaremos numa fase muito acelerada da campanha, onde o volume de pessoas a ser vacinada é muito maior”, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

De acordo com o secretário, o avanço da cobertura vacinal na cidade é um dos fatores principais para que as etapas do novo plano de flexibilização do Rio sejam aplicadas, com o recebimento de novas doses pelo Ministério da Saúde. Novas entregas devem ser feitas pelo menos três vezes por semana para o prosseguimento do cronograma.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

O cumprimento dos protocolos de prevenção à Covid-19 também é um dos pré-requisitos para as novas etapas de liberação. “Nesse momento não há alteração nas medidas preventivas no Rio, em vigor até o dia 9 de agosto. Precisamos avançar até setembro”, afirma Soranz.

Segundo o planejamento divulgado pela prefeitura na quinta (29), nomeado Rio de Novo, estão previstas três novas etapas de flexibilizações na cidade a partir do dia 2 de setembro. Na primeira fase, estádios, casas de festas e eventos terão 50% da capacidade do público liberada. A medida, no entanto, dependerá do alcance de 77% da população carioca já com a primeira dose e 45% com a segunda.

Imagem explica as três fases de flexibilização no Rio
Fim das restrições: as três fases Reprodução/Prefeitura do Rio de Janeiro

Atualmente, o Rio conta com 57,9% da população (3 768 139 pessoas) vacinada com a primeira dose e 25,4% (1 710 836) com o esquema vacinal completo. Entre a população de 60 a 90 anos, todas as faixas já possuem nível acima de 90% com pelo menos a primeira dose aplicada.

Continua após a publicidade
Publicidade