Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Ações de revitalização no Centro do Rio têm início na Cinelândia

Agentes atuaram na limpeza e restauração de monumentos, calçadas e praças, além do reforço na segurança e no acolhimento a pessoas em situação de rua

Por Da Redação Atualizado em 28 abr 2021, 13h40 - Publicado em 28 abr 2021, 13h13

O plano para revitalizar a região histórica da cidade, Reviver Centro, teve início na Cinelândia por meio de ações realizadas na Praça Marechal Floriano e em trechos da Avenida Rio Branco, entre o Passeio e a Avenida Almirante Barroso.

+ Gávea ganha novo espaço dedicado ao equilíbrio e bem-estar

Os agentes da prefeitura atuaram na recuperação de postes de sinalização e de iluminação pública, na limpeza de ruas, praças e monumentos, restauração de calçadas e abordagem e acolhimento a pessoas em situação de rua.

A ação foi mobilizada após a primeira reunião do Gabinete de Crise do Centro, que reúne membros de secretarias e órgãos municipais, associações de moradores, comerciantes e instituições para discutir ações de revitalização na região a fim de torná-la mais atrativa. “Além das propostas de leis que buscam atrair mais moradores, mais negócios e mais vida para a área, estamos estabelecendo diretrizes de gestão, qualificação e manutenção do espaço público e dos bens históricos”, explica o secretário municipal de Planejamento Urbano, Washington Fajardo

+Cães ‘terapeutas’ da Guarda Municipal se aposentam e ganham novos lares

Entre as melhorias na iluminação pública, 172 luminárias de LED foram instaladas pelo programa Luz Maravilha. Quanto a sinalização de placas e semáforos na Avenida Rio Branco, aindas serão substituídas 27 placas e mais dez serão reformadas.

Garis da Comlurb removeram pichações e propagandas irregulares nos postes de sinalização, além de limparem 62 059 metros quadrados de espaços públicos, removendo 3,92 toneladas de resíduos.

Continua após a publicidade

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Seis monumentos da região – os bustos de Getúlio Vargas, Paulo de Frontin, Juscelino Kubitschek e Francisco Serrador, as esculturas Pax e Ao Nunca Mais – também ganharam limpeza e manutenção, além dos pisos dos logradouros. Calçadas e escadarias da Câmara de Vereadores e do Teatro Municipal receberam lavagens e sanitização.

Reordenamento urbano

A segurança na região ganhou um reforço através da presença da Guarda Municipal, com 25 agentes e quatro viaturas, responsável também pelo controle do comércio irregular e ilegal.

+ Covid-19: novo ponto de vacinação é inaugurado na Zona Oeste do Rio

Para atender à população em situação de vulnerabilidade, o projeto Acolhe Centro passou a ter atendimento 24h. Durante doze dias, as equipes registraram 1 241 atendimentos, 293 encaminhamentos, 52 acolhimentos, além de distribuírem de 374 lanches, 293 águas e 408 máscaras.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade