Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Profissionais do grupo de risco retornam às escolas somente após vacinação

As aulas presenciais voltam a partir do dia 24 de fevereiro nas escolas municipais do Rio, no entanto, o retorno não é obrigatório aos alunos

Por Agência Brasil Atualizado em 8 fev 2021, 12h37 - Publicado em 8 fev 2021, 12h35

As redes de ensino estadual do Rio de Janeiro e municipal da capital fluminense iniciam nesta segunda (8) o ano letivo. As escolas municipais da capital inicialmente terão apenas ensino a distância. Nos primeiros dias, as aulas serão transmitidas pela TV Escola (canal 2.3), de segunda a sexta, das 7h30 às 20h30.

+ Para receber a Veja Rio em casa, clique aqui

A partir de 23 de fevereiro, começa a funcionar o ensino remoto através do aplicativo Rio Educa em Casa. Além disso, será oferecido aos alunos material impresso. As aulas presenciais começam no dia 24 para os alunos da pré-escola e dos 1º e 2º anos do ensino fundamental. As demais séries voltarão nas semanas seguintes, de acordo com calendário da Secretaria Municipal de Educação.

+ Tempos de crise: dicas para economizar na compra de material escolar

No entanto, o retorno presencial não é obrigatório para os alunos. Profissionais de educação que façam parte do grupo de risco para a covid-19, como idosos e pessoas com comorbidades, não voltarão às atividades presenciais enquanto não forem vacinados.

+ Município do Rio tem mais mortes de Covid-19 que o resto do país

Continua após a publicidade

Na segunda etapa, duas a três semanas depois, devem retornar os alunos de parte das creches e do 3º, 4º, 5º, 9º e parte do 6º ano. E duas a três semanas depois da segunda etapa, voltam às aulas presenciais os estudantes de parte das creches e do 6º ano, além dos 7º e 8º anos, da educação de jovens e adultos (Peja) e das classes especiais.

+ Crise da água: Rio pode ter falta de abastecimento até terça

Apenas escolas que possam adotar os protocolos de segurança contra a covid-19 reiniciarão as aulas. As demais terão que receber adaptações em suas instalações e comunicarão à comunidade a data do retorno.

Rede estadual

Já a rede estadual inicia o ano letivo, mas ainda sem aulas. Em fevereiro, as escolas do estado receberão os alunos – em grupos e horários pré-agendados – para fazer uma avaliação socioemocional. A ideia é fazer um diagnóstico para saber o que os alunos esperam da escola depois de um ano fora da sala de aula.

+ Crise: metade dos restaurantes do Rio demitiu desde o início da pandemia

As aulas só serão retomadas no dia 1º de março no modelo híbrido, ou seja, presencial e também remoto. O ensino presencial será feito com revezamento das turmas, em dias alternados.

Continua após a publicidade
Publicidade