Clique e assine por apenas 4,90/mês

Primeira noite de funcionamento de bares tem aglomerações no Rio

Prefeitura puniu vários estabelecimentos na zona sul

Por Agência Brasil - Atualizado em 3 jul 2020, 10h46 - Publicado em 3 jul 2020, 10h23

No primeiro dia de funcionamento dos bares e restaurantes no Rio de Janeiro, depois de meses fechados por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), foram registradas aglomerações em alguns locais. Vídeos divulgados por usuários do Twitter mostram muita gente em frente a bares da zona sul da cidade na noite desta quinta (2).

+Ciclone do sul do país influencia clima do Rio e vai para o oceano

Segundo a Guarda Municipal, constatou-se que muitos moradores deixaram suas casas indo para os bares na rua Dias Ferreira, no Leblon, na zona sul.

Os agentes determinaram o fechamento de diversos estabelecimentos por conta de aglomerações na rua, apesar de os bares e restaurantes terem respeitado protocolos de segurança sanitária em seu interior, como o distanciamento e o uso de máscaras.

Continua após a publicidade

+Bares e restaurantes reabrem com restrição de horário e capacidade

A prefeitura do Rio informou que vai ampliar as fiscalizações com o aumento de oito para dez no número de equipes formadas por profissionais da Secretaria de Ordem Pública, Guarda Municipal e policiais militares contratados na folga.

Os estabelecimentos flagrados desrespeitando as normas sanitárias serão notificados, multados e até interditados.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Bares, restaurantes, academias e atividades físicas nas areias das praias foram liberadas também nesta quinta (2) pela prefeitura, como parte de seu calendário de reabertura econômica.

+“Restaurantes vão ter de reconquistar clientes”, opina Cris Beltrão

 

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Primeiro dia de bares e restaurantes abertos (não vou nem entrar no mérito do bar porque as pessoas precisam abrir seus negócios e a lei é confusa, e pelo que eu vi eles higienizaram antes de abrir. Edit: olhando o vídeo com atenção dá pra ver os garçons de máscara sim) e o carioca padrão do Leblon diz “foda-se a máscara, foda-se o covid”. ELE eu quero que se exploda, mas é um idiota desses que se contaminar a faxineira ou o garçom do bar, vai pro hospital mais caro se curar. #oquefazernorio

A post shared by O que fazer no Rio (@oquefazernorio) on

 

Publicidade