Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Um dos points do skate carioca, pista da Praça XV será revitalizada

Prefeitura prevê a conclusão das obras até o dia 15 de novembro

Por Luiza Maia Atualizado em 26 out 2021, 15h46 - Publicado em 26 out 2021, 14h14

Uma boa notícia para os cariocas adeptos ao skate. Depois das reformas nas pistas da Lagoa Rodrigo de Freitas, será a vez a Praça XV passar por uma revitalização. Segundo a prefeitura, as obras no piso devem ser concluídas até o dia 15 de novembro.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Nessa mesma data, há dez anos, a ocupação da região pelos skatistas voltou a ser autorizada pelo prefeito Eduardo Paes, se tornando um marco simbólico para os praticantes no local. Antes, a prática da modalidade era proibida por um decreto publicado em 1999.

A medida foi anunciada na manhã da segunda (25), em uma ação realizada pela prefeitura no Centro do Rio. Segundo o subprefeito da região, Leonardo Pavão, a reforma deve tornar o espaço mais seguro para a prática do esporte. “Nós já implantamos uma iluminação de LED e agora vamos reformar o piso, o que certamente tornará o espaço ainda melhor”, afirmou o subprefeito.

+ No rastro da Fadinha: as melhores pistas para andar de skate no Rio

Para o vice-presidente da Feração de Skate do estado do Rio de Janeiro (Faserj), Leonardo Silveira, que frequenta o espaço para andar de skate desde os anos 90, a ação servirá como um exemplo para mudanças em outras praças da cidade.

Continua após a publicidade

“É muito importante que o poder público atenda a essa necessidade, já que a Praça XV é um cenário clássico do skate no Rio, com um forte movimento e a realização de eventos voltados ao esporte”, afirma.

+ Covid-19: Rio alcança 65% da população com esquema vacinal completo

A reivindicação foi realizada pelos membros da Frente Ampla dos Skatistas do Rio, que une órgãos da prefeitura e diferentes coletivos da modalidade, criada para fortalecer a prática do esporte.

Outros espaços da cidade têm sido alvo da prefeitura para o estudo de melhorias, como a Cocotá Skate Park, na Ilha do Governador, além das pistas do Méier, do Maracanã, do Estácio e do Aterro do Flamengo.

O vice-presidente da Associação de Skate da Zona Norte, Júlio Tio Verde, reforça a importância da parceria com o governo para que as pistas continuem funcionando nas condições adequadas. “Nós entendemos que não basta construir novas pistas, é necessário também fazer uma manutenção das que já existem”, explica.

Continua após a publicidade

Publicidade