Clique e assine por apenas 4,90/mês

ONU inclui programa Hortas Cariocas na lista de ações essenciais

Reconhecida como fundamental ao desenvolvimento, a iniciativa da Prefeitura do Rio tem 42 unidades espalhadas pela cidade

Por Bruna Motta - Atualizado em 31 ago 2020, 16h38 - Publicado em 31 ago 2020, 16h29

O programa Hortas Cariocas, criado pela Secretaria municipal de Meio Ambiente do Rio, entrou para a lista de ações classificadas como essenciais para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. A partir deste reconhecimento, a iniciativa passa a integrar a agenda da instituição, que pretende incentivar programas de desenvolvimento sustentável mundo afora.

+Cristo terá iluminação em homenagem à Cruz Vermelha nesta segunda (31) 

Criado em 2006 com o objetivo de ocupar áreas ociosas em comunidades e em escolas da rede municipal, o programa é realizado em 42 hortas espalhadas pela cidade. A produção anual de alimentos, que chega a setenta toneladas, é doada para asilos, abrigos, creches e escolas do entorno.

+Coronavírus: festas no fim de semana desafiam fiscalização 

Durante a pandemia, mais de 33 000 quilos de alimentos já foram distribuídos para 4 000 famílias em situação de vulnerabilidade social.

+Crivella mantém praias e cinemas fechados e libera festas infantis 

Em 2019, o projeto já havia recebido um reconhecimento internacional ao ganhar, em outubro, em Montpellier, na França, o prêmio de menção honrosa na categoria Food Production (Sistemas Alimentares Urbanos), concorrendo com 104 candidaturas das principais cidades signatárias do Pacto de Milão, que busca replicar bons exemplos de sustentabilidade pelo mundo.

+Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

O cardápio, que até então contava com alimentos orgânicos e biofortificados (entre frutas, verduras e legumes), ganhou neste ano a companhia de proteína animal.

Continua após a publicidade
Publicidade