Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Covid-19: novo centro de testagem é inaugurado no Ciep Nação Rubro Negra, no Leblon

Espaço tem capacidade de testar 500 pessoas por dia. Mais dois polos de atendimento deverão ser abertos até a próxima semana pela prefeitura

Por Redação Atualizado em 7 jan 2022, 13h22 - Publicado em 7 jan 2022, 13h19

Diante do crescente número de casos de Covid-19 na cidade do Rio, um novo centro de atendimento e testagem foi inaugurado nesta sexta (7) para os casos de síndrome gripal. O oitavo polo aberto pela prefeitura funcionará no Ciep Nação Rubro Negra, próximo ao Hospital Miguel Couto, no Leblon, com capacidade de testar 500 pessoas por dia.

+ Covid-19: 98% dos testes positivos no Rio são da variante Ômicron

Na quinta (6), outro local de atendimento foi instalado no Clube dos Servidores Municipais, na Cidade Nova. Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, novos polos serão abertos na próxima semana. “Nossa expectativa é ampliar a capacidade para 10 000 testes por dia, até o final da próxima semana, com a abertura de mais dois polos“, afirma o secretário.

Os sete centros que já foram inaugurados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) são: Vila Olímpica do Alemão, Parque Olímpico da Barra, Vila Olímpica de Honório Gurgel, Policlínica Manoel Guilherme da Silveira Filho (Bangu), Unidade Ambulatorial Almir Dulton (Campo Grande), Policlínica Rodolpho Rocco (Del Castilho), e no Clube dos Servidores Municipais (Cidade Nova).

+Covid-19: calendário de vacinação de crianças de 5 a 11 anos começa dia 17

Compartilhe essa matéria via:

Os testes de Covid-19 também estão disponíveis nas Clínica da Família e Centro Municipais de Saúde (veja a unidade mais próxima pelo site). A prefeitura recomenda a testagem para pessoas com sintomas gripais, como febre, tosse, coriza, dor de cabeça, dor na garganta e alteração no olfato e/ou paladar.

Continua após a publicidade

Somente nesta semana, cerca de 15 000 testes para Covid-19 foram feitos no município, de acordo com os dados das redes pública e privada. A taxa de exames com resultado positivo saltou de 13% para 41%

+ Mortalidade por Covid-19 é três vezes maior entre os não vacinados no Rio

“O nosso objetivo é vacina, vacina, vacina. E chamamos também a atenção para a importância da testagem. Precisamos, neste momento, de uma consciência coletiva. Quem não tomou a primeira dose, a segunda ou está elegível para a dose de reforço, vá se vacinar”, ressalta o prefeito Eduardo Paes.

Nesta sexta (7), a cidade alcançou mais de 13 milhões de doses da vacina aplicadas. Segundo o Painel Covid-19 da prefeitura, 99,9% da população carioca com 12 anos ou mais recebeu a primeira dose ou dose única da vacina e 94,6% está com o esquema vacinal completo. Entre os adultos, 32,8% já retornaram aos postos para tomar a terceira dose.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

A dose de reforço é aplicada para pessoas com 18 anos ou mais que tomaram a segunda dose há pelo menos quatro meses, além de pacientes com alto grau de imunossupressão a partir de 12 anos. Em casos de viagem, problemas de saúde ou questões pessoais, é possível antecipar a aplicação para o intervalo mínimo de três meses.

Continua após a publicidade

Publicidade