Clique e assine por apenas 4,90/mês

MP apura informação de que Ancelmo teria recebido ceia na prisão

Secretário teria autorizado regalias para a mulher de Cabral

Por Agência Brasil - 5 abr 2017, 16h22

A advogada Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador preso Sérgio Cabral, teria recebido uma ceia de Natal enquanto estava presa no Complexo Penitenciário de Gericinó. De acordo com informações publicadas na imprensa, o Ministério Público do Rio (MP-RJ) estaria investigando a informação de que o secretário de Administração Penitenciária, o coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, teria autorizado a entrada da entrega e de outras regalias para a ex-primeira dama.

Denúncias de agentes penitenciários dão conta de que ela eria recebido diversas regalias na cadeia. No entanto, em nota divulgada pela imprensa, a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) afirmou que a informação não procede.

Adriana Ancelmo é denunciada por corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Por decisão da ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Adriana Ancelmo está em prisão domiciliar em seu apartamento no Leblon. Segundo a ministra, a decisão é para que ela fique próxima dos filhos de 10 e 14 anos.

Publicidade