Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Próxima escola municipal no Rio será nomeada em homenagem a Henry Borel

Lei foi publicada no Diário Oficial nesta quarta (14). Menino morreu em 8 de março após sofrer agressões pelo padrasto, o ex-vereador Dr. Jairinho

Por Luiza Maia 14 jul 2021, 13h09

O projeto de lei que dá o nome do menino Henry Borel para a próxima escola municipal construída na cidade foi sancionado na terça (13) pelo prefeito Eduardo Paes. A homenagem, de autoria dos vereadores Márcio Ribeiro (Avante), e Márcio Santos (PTB), foi publicada no Diário Oficial do Rio nesta quarta (14).

+ Irmã de Pedro Dom critica série da Amazon: “Lucro com a nossa tragédia”

Henry Borel, de apenas 4 anos de idade, morreu na madrugada do dia 8 de março após sofrer agressões pelo padrastro, o ex-vereador Dr. Jairinho. Presos desde abril, Jairo Souza Santos Júnior e a mãe da criança, Monique Medeiros, são acusados de homicídio triplamente qualificado e tortura.

Na terça (13), Monique teve seu pedido negado para sair do Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói, e acompanhar o enterro do pai. O avô materno de Henry morreu no domingo (11), vítima da Covid-19.

+ Rio teve em média 15 tiroteios por dia no primeiro semestre de 2021

O mandato de Dr. Jairinho foi cassado por unanimidade pela Câmera de Vereadores no dia 30 de junho. O ex-parlamentar, que atualmente está no Presídio Pedrolino Werling de Oliveira, no Complexo de Gericinó, também perdeu seus direitos políticos por oito anos.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade