Clique e assine por apenas 7,90/mês

Hospitais ganharão investimento de R$ 72 milhões

Recursos virão do Fundo Nacional de Saúde por meio de uma emenda parlamentar

Por Redação VEJA RIO - 5 jan 2018, 17h08

Nesta quinta (4), o prefeito Marcello Crivella anunciou que serão investidos R$ 72 milhões em equipamentos e serviços em todos os hospitais do município. Segundo ele, a proposta será executada ainda neste primeiro semestre de 2018, visando diminuir os problemas de falta de remédios, medicamentos, equipamentos e profissionais na Saúde do Rio. Recursos virão do Fundo Nacional de Saúde por meio de uma emenda parlamentar

Em equipamentos, serão disponibilizados R$ 45 milhões. Entre as aquisições, está um aparelho de ressonância magnética para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, o primeiro da rede municipal a contar com o serviço. Outros R$15 milhões serão usados para procedimentos de alta e média complexidade, que tem objetivo de agilizar as filas do Sistema de Regulação (SisReg), reduzindo o tempo de espera dos pacientes para exames, consultas e cirurgias.

O montante restante – R$ 12 milhões – serão destinados a leitos de terapia intensiva, procedimentos especializados, hemodiálise, entre outros serviços. Os hospitais também receberão aparelhos de raio-X e de ultrassonografia, além de diversos equipamentos de oftalmologia para a realização de cirurgia de catarata e outros procedimentos.

Também serão adquiridos aparelhos para esterilização de materiais, anestesia, respiradores, bombas de infusão, arcos cirúrgicos, equipamentos para maternidades e até computadores.

Publicidade