Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Com o frio, mais de 200 pessoas em situação de rua no Rio pedem abrigo

Número de chamados para as equipes de assistência social aumentaram quase 32% de junho para julho. Unidades recebem doações de agasalhos e cobertores

Por Luiza Maia Atualizado em 3 ago 2021, 19h32 - Publicado em 3 ago 2021, 16h04

Diante a onda de frio registrada no município desde a última semana, 227 pessoas em situação de rua pediram acolhimento em abrigos no Rio.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Nos últimos quatro dias, as equipes de assistência social da prefeitura receberam 262 chamados através do telefone de emergências 1746 e 1 526 pessoas em situação de rua foram atendidas.

O aumento foi de 32% em relação ao mesmo período no mês anterior. Para se ter uma ideia, foram registrados 83 chamados entre os dias 27 e 30 de junho.

+ Rio monta novos postos para abrigar população vulnerável

Continua após a publicidade

A cidade tem catorze Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) para atendimento à população em situação vulnerável. Para amenizar o frio, as unidades recebem doações de agasalhos e cobertores. Os endereços podem ser acessados pelo link.

“Nos emocionou muito a história do senhor de 60 anos que está há três anos nas ruas do Rio e agora aceitou abrigo. E também a disposição da população carioca em ajudar. As doações continuam chegando e estamos conseguindo atender todos os assistidos”, afirma a secretária municipal de Assistência Social, Laura Carneiro.

+ A frente fria chegou: como doar agasalhos a quem precisa no Rio

Em julho, a campanha do agasalho da prefeitura, através de caixas distribuídas nas estações BRT, conseguiu arrecadar uma tonelada de itens de inverno que foram distribuídos em abrigos.

 

Continua após a publicidade
Publicidade