Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Diante onda de frio, Rio monta postos para abrigar população vulnerável

Frente às baixas temperaturas, também foram criadas 100 vagas nos principais abrigos da cidade. Os locais estarão disponível 24 horas por dia

Por Agência Brasil Atualizado em 30 jul 2021, 14h57 - Publicado em 30 jul 2021, 14h54

Por conta do frio intenso que atingiu a capital fluminense, a Prefeitura do Rio montou dois postos de atendimento à população vulnerável. Os equipamentos vão funcionar 24 horas e oferecer alimentação, água e agasalhos.

+ Ressaca do mar: orla do Leblon é interditada por causa de altas ondas

Os postos ficarão responsáveis ainda pelo encaminhamento das pessoas para os 14 Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Foram criadas mais 100 vagas nos três principais abrigos da cidade: na Taquara, Ilha do Governador e Paciência.

A Secretaria de Assistência Social também recomeçou a Campanha do Agasalho, que já distribuiu mais de uma tonelada de roupas de inverno nos abrigos da prefeitura. Os cariocas podem depositar suas doações nos Creas espalhados pela cidade.

+ A frente fria chegou: como doar agasalhos a quem precisa no Rio

As caixas itinerantes, antes localizadas nas estações do BRT, estão disponíveis nos dois prédios da prefeitura, na Cidade Nova, para que funcionários também possam doar.

A previsão é de temperaturas baixas até o fim de semana. No sábado (31) e no domingo (1º), o sol deve aparecer com a presença de nuvens, e os termômetros variam entre 10°C e 25°C.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade