Clique e assine por apenas 4,90/mês

Crivella reinicia auditoria externa para definir tarifa de ônibus

Estudo aponta que valor da passagem cairia pela metade com combate a fraudes

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 5 dez 2017, 20h48 - Publicado em 5 dez 2017, 20h47

onibus.jpg

Marcelo Crivella e Cláudio Callak se reuniram na manhã desta terça (05). Após 80 minutos de conversa com o presidente do Rio Ônibus, o prefeito informou que assinará até o próximo dia 31 o aditivo do contrato que permitirá a conclusão de uma auditoria externa nas empresas de ônibus em curso desde 2014 e a cargo da empresa PricewaterhouseCoopers (PWC).

A previsão é de que o estudo seja concluído em seis semanas, a partir da assinatura do aditivo, e aponte o valor correto do preço das passagens. “Vamos continuar as conversas e, sobretudo, concluir os estudos científicos”, afirmou Crivella após a reunião. Ele também se comprometeu a realizar reuniões semanais com os donos de empresa para debater a situação do setor.

Em setembro, a Agência Pública divulgou parte dos dados levantados pela PwC entre 2014 e 2016, quando a auditoria estava em curso. De acordo com a pesquisa, 278 das 541 linhas de ônibus da cidade circulavam com mais da metade de seus itinerários sobrepostos, 38% delas não eram rentáveis com os níveis de utilização verificados à época e 70% dos passageiros viajam em um terço das linhas. Além disso, o estudo descobriu que 59% dos trajetos são atendidos com menos ônibus do que o previsto em contrato. De acordo com a auditoria, o preço das passagens poderia cair quase pela metade com o combate a fraudes e outros problemas do sistema.

Orçado em R$ 11,7 milhões, o levantamento teve seu pagamento suspenso por Eduardo Paes há 1 ano, com a justificativa de que caberia a Crivella dar continuidade ou não ao processo. Na ocasião, 90% do valor já havia sido pago pela prefeitura.

Continua após a publicidade
Publicidade