Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Covid-19: vacinação começa nesta segunda (18) no Cristo Redentor

Estado recebeu primeiro lote com 487 520 doses. Profissionais da saúde, idosos e deficientes internados estão entre os primeiros imunizados

Por Carolina Barbosa Atualizado em 18 jan 2021, 19h06 - Publicado em 18 jan 2021, 10h39

Uma boa notícia: nesta segunda (18), o Rio recebe o primeiro lote com 487 520 doses da CoronaVac. A vacinação, por sua vez, começou pouco depois das 18h, no Cristo Redentor.

Teresinha da Conceição, de 80 anos, e Dulcinéia da Silva, de 59 anos, foram as primeiras moradoras da cidade a receber a vacina CoronaVac, do Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac. Teresinha vive num abrigo da prefeitura há cinco anos, após ter a casa demolida pela Defesa Civil. Já Dulcinéia é técnica de enfermagem do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, Zona Norte da cidade, referência no tratamento da Covid-19.

Nesta primeira fase, 232 521 fluminenses serão imunizados, segundo cálculos do Ministério da Saúde.

+Usuários de bicicletas elétricas compartilhadas terão 15 minutos grátis

Os cidadãos estão divididos nas seguintes categorias: trabalhadores da Saúde; pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas (em asilos ou abrigos), pessoas com deficiência institucionalizadas (internados) e indígenas e quilombolas em terras próprias. O grupo receberá duas doses, com intervalo entre duas ou três semanas nas aplicações.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Neste domingo (17), a Anvisa aprovou o uso emergencial das vacinas CoronaVac, produzida no Instituto Butantan (SP), e Oxford/AstraZeneca, que será fabricada pela Fiocruz. Em nota, o governo do Rio informou que “através das equipes técnicas da Secretaria de Estado de Saúde, está preparado para a orientação e o apoio na aplicação das vacinas CoronaVac e Oxford/Astrazeneca a todos os 92 municípios do Rio de Janeiro, de forma simultânea e proporcional”.

Continua após a publicidade
Publicidade