Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Coronavírus: Crivella pede ajuda à FAB e a médicos chineses

Profissionais da China foram convidados a ajudar na estratégia contra propagação do vírus no Rio; aviões da Força Aérea podem buscar respiradores

Por Cleo Guimarães 1 abr 2020, 16h19

A Secretaria Municipal de Saúde tenta fechar uma parceria com médicos chineses que trabalharam no início da pandemia em seu país para que venham ao Rio ajudar no combate ao coronavírus. O primeiro contato já foi feito, a órgão espera agora uma resposta ao convite.

Coronavírus: hospitais de campanha do governo terão 1 800 leitos

O prefeito Marcelo Crivella também tenta antecipar a entrega de cerca de 800 respiradores mecânicos comprados na China antes de o coronavírus se alastrar pelo mundo – a princípio, os equipamentos chegariam em etapas, a começar por este mês. O prazo é considerado vago e longo demais. As Forças Armadas foram acionadas pelo prefeito, que pediu ajuda emergencial aos aviões da FAB: eles iriam buscar os  respiradores, fundamentais no tratamento dos casos mais graves da Covid-19, em quatro aeroportos chineses.

+ Para receber a Veja Rio em casa, é só clicar aqui.

Continua após a publicidade
Publicidade