Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Bienal do Livro Rio terá autores estrangeiros presencialmente e de forma virtual

O português Valter Hugo Mãe estará no Riocentro. Julia Quinn, de “Bridgerton”, e o mestre dos mangás Junji Ito, on-line

Por Da Redação Atualizado em 27 out 2021, 14h14 - Publicado em 26 out 2021, 17h09

O escritor português Valter Hugo Mãe é um dos nomes internacionais confirmados para a XX edição da Bienal do Livro Rio, o maior o maior evento literário do país. O autor virá ao Brasil para participar do evento, que acontece entre os dias 3 e 12 de dezembro deste ano, no Riocentro, na Barra da Tijuca, de forma híbrida: terá 50% de público presencial e transmissão online.

Alta do combustível faz 15% dos motoristas de aplicativo devolverem carros alugados no Rio

Com o tema “Que história queremos contar a partir de agora?”, a Bienal tem como objetivo levar as pessoas a refletir sobre as perdas e imposições trazidas pela pandemia de Covid-19, pensando no futuro que desejam construir daqui para a frente.

Valter Hugo – que acaba de lançar em Portugal seu oitavo romance, “As Doenças do Brasil” -, participará de uma sessão na mesa “A nação na língua”, sobre literatura e diversidade. A programação deste ano também contará com a presença da argentina Mariana Enriquez, que lançou recentemente o romance fantástico “Nossa parte de noite”, obra que já está sendo comparada a “Cem anos de solidão”, de Gabriel García Márquez. Mas ela marcará presença online, assim como os demais autores confirmados.

Crime ambiental: em três anos, milicianos desmatam o equivalente a duas Urcas

Continua após a publicidade

Entre eles está o mestre dos mangás japonês Junji Ito, especialista em histórias de horror.  Matt Ruff, autor norte-americano de suspense e histórias em quadrinhos, como Lovecraft Country, adaptado pela HBO para uma série de TV.

Também participam Virtualmente do evento a escritora de romances de época Julia Quinn, autora de “Bridgerton”, lançado em formato de série pela Netflix; a autora norte-americana de romances históricos e contemporâneos Beverly Jenkins; e Josh Malerman, o autor de “Bird Box” (“Caixa de Pássaros”), filme adaptado com Sandra Bullock, que comparece na Bienal pelo segundo ano consecutivo.

Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Hoje ocupando 80 mil metros quadrados do Riocentro, a Bienal do Livro do Rio teve sua primeira edição nos salões do Hotel Copacabana Palace, em 1983.  O evento acontece ao longo de dez dias. Nos espaços dedicados às atrações, o público pode participar de debates, bate-papos com personalidades e escritores, além das atividades culturais que promovem a leitura. Todas as mesas serão transmitidas pelo hub de conteúdo da Bienal: http://www.bienaldolivro.com.br.

Continua após a publicidade

Publicidade