Clique e assine por apenas 4,90/mês

Beltrame vai expulsar PMs que aparecem em cena de crime na Providência

Secretário de segurança tomou a decisão antes mesmo que as investigações chegassem a uma conclusão

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 5 dez 2016, 11h47 - Publicado em 1 out 2015, 19h33

Antes mesmo do encerramento da investigação sobre a morte do jovem Eduardo Felipe Santos Victor, de 17 anos, terça (29), na Providência, o secretário de segurança do Rio, José Mariano Beltrame afirmou que irá expulsar da corporação os policiais militares que aparecem na gravação em que o rapaz aparece morto.

+ Mortes por PMs ainda são realidade em favelas do Rio, dizem especialistas

 A decisão foi tomada antes da Divisão de Homicídios fazer a reconstituição do crime. A investigação foi ampliada para os policiais da UPP da Providência que participaram de uma troca de tiros há quinze dias, quando um homem morreu.

+ PMs da UPP que forjaram cena de crime são presos

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro também já se posicionou sobre o caso. A juíza Maria Izabel Pena Pieranti, do Plantão Judiciário, decretou na quarta (30), a prisão preventiva dos cinco policiais militares acusados de alterar a cena da morte de Eduardo.

Publicidade