Quando tudo começou?

Por Marcelo Copello             O vinho acompanha o homem desde seus primórdios. Descobertas arqueológicas no Irã mostraram, após testes feitos com carbono 14, que o vinho já existia a 7400 anos atrás! O interessante é a maneira como foram descobertos estes vestígios ancestrais de vinho, no que seria a cozinha […]

Por Marcelo Copello
            O vinho acompanha o homem desde seus primórdios. Descobertas arqueológicas no Irã mostraram, após testes feitos com carbono 14, que o vinho já existia a 7400 anos atrás! O interessante é a maneira como foram descobertos estes vestígios ancestrais de vinho, no que seria a cozinha de uma caverna, junto com utensílios, o que nos leva a crer que ele já era utilizado na culinária. Conclusão dos arqueólogos e não minha. Curiosamente, hoje no Irã é proibido o consumo de vinho assim como de qualquer outra bebida alcoólica. Começaram cedo, já beberam o suficiente…

 

            O vinho então foi descoberto na Mesopotâmia a 7400 anos atrás e saiu caminhando pelo mundo. O vinho vem de muito antes da linguagem escrita. É citado no primeiro escrito que se tem notícia, que conta a história do Rei Sumério Gilgamesh.

           Em 6000 AC os Egípcios e Fenícios já o cultivavam. São inúmeras as referências ao vinho gravadas nos muros dos palácios e tumbas egípcias. O Antigo Egito louvou o deus supremo Osíris, que também era o deus do vinho e da vida após a morte. Os egípcios davam tanto valor ao vinho que um grande número de jarros cheios de vinho foram colocados nas tumbas dos faraós, para acompanha-los em suas viagens espirituais ao paraíso.

 

            Escritos ancestrais da Índia, de cerca de 2000a.c.-1000d.c., mencionam que o vinho era louvado tanto como deus como remédio.

 

            Na China antiga, escritos descobertos descrevem o vinho sendo usado como remédio, assim como em rituais de sacrifício durante as dinastias Chang e Chou, cerca de 1100-250a.c. Os chineses conheceram o vinho antes do saquê e no taoísmo o elixir da imortalidade levava entre outras coisas ouro e vinho.

 

Marcelo Copello (mcopello@simplesmentevinho.com.br)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s