Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Arquiteto aciona ‘contatinho’ e troca de noivo na hora do casamento

Briga com o parceiro pouco antes da cerimônia faz Eder Meneghine acionar plano B para manter a festa na Ilha da Gigoia, que havia lhe custado 250 000 reais

Por Da Redação Atualizado em 9 set 2021, 12h50 - Publicado em 9 set 2021, 12h41

Na hora, os 120 convidados que foram ao casamento do arquiteto e decorador Eder Meneghine, 60 anos, com Dyl Reis, de 23, não entenderam muito bem o que estava acontecendo. A imagem do rapaz que apareceu ao som da música italiana Con Te Partirò para dizer ‘sim’ a Eder não batia com a de Dyl, seu parceiro há alguns meses. A explicação, para surpresa de todos, veio em seguida.

Paulinho da Viola: ‘Bolsonaro joga brasileiros contra brasileiros’

Os noivos “originais” brigaram na véspera da cerimônia e Eder, para não desperdiçar os 250 mil que havia gasto na preparação da festa (“Com a melhor decoração, o melhor salmão, o melhor camarão e 20 garçons servindo os melhores uísques e champanhes”), acionou seus contatinhos para arrumar um substituto para o ex-parceiro.

O nude de Ney Matogrosso: quem tem medo do sexo na terceira idade?

O plano B do arquiteto foi um ex-namorado, o chefe de cozinha Hugo Oliveira, de 44 anos. “Eu pensei em dar a esse homem, que sempre foi correto comigo, a oportunidade que eu daria para uma pessoa que nunca fez nada por mim”, contou Eder ao G1. O convite veio sem rodeios, pá-pum: “Você é o cara da minha vida. Quer casar comigo amanhã?”, perguntou.

Mansão de Xuxa é vendida por 45 milhões de reais; adivinha quem comprou?

Hugo (que depois foi informado da condição de noivo-tampão), não só aceitou a proposta, como também teria ficado emocionadíssimo, segundo o arquiteto. O exótico casamento com troca de noivos aconteceu na tarde de terça, no feriado de 7 de setembro, na Ilha da Gigóia, na Barra.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade