Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Twitter perde mais uma para Caetano Veloso e Paula Lavigne

Justiça rejeitou recurso da empresa, que tentou reverter decisão para excluir 38 links com ofensas ao casal, atacado com a hashtag #caetanopedofilo

Por Da Redação 18 jun 2021, 13h58

O Twitter teve rejeitado pela Justiça, nesta quinta (17), o recurso em que tentava reverter a decisão que o obriga a excluir 38 links de conteúdo ofensivo a Caetano Veloso e a mulher, Paula Lavigne. As agressões são motivadas por divergências políticas e foram postadas com a hashtag #Caetano Pedófilo.

Zeca Pagodinho: ‘look do dia’ leva web à loucura pelo segundo ano seguido

As publicações deveriam ter sido retiradas do ar desde janeiro de 2019, quando se iniciou esta batalha judicial. Na decisão liminar, a juíza Virgínia Lúcia Lima Silva entendeu ser evidente nas postagens indicadas pelo casal o “tom agressivo, deliberado e de violência moral gratuita” e, por isso, considerou não haver dúvidas sobre a natureza “extremamente ofensiva e danosa das publicações”.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade