Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Viajar é preciso; Antonio Bokel que o diga

Carioca vai passar dois meses em Portugal participando de um um programa de residência artística

Por Cleo Guimarães Atualizado em 20 ago 2021, 10h22 - Publicado em 20 ago 2021, 07h10
Antonio Bokel -
Antonio Bokel: de malas prontas para uma temporada em Portugal Carolina Kasting/Divulgação

Expoente da arte contemporânea carioca e um dos integrantes do coletivo Casa Voa, na Gávea, Antonio Bokel, 43 anos, está se despedindo do Rio — mas por pouco tempo. Ele foi selecionado para um programa de residência artística em Portugal, onde passará dois meses fazendo o que mais gosta: pintando, esculpindo, fotografando, e o que mais se encaixar dentro do conceito de produzir arte.

Rufem os tambores: Sabrina Sato volta à Sapucaí no próximo Carnaval

Kátia Barbosa está em nova fase, mas relaxe: os bolinhos são ‘imexíveis’

Com obras no acervo do Museu de Arte Moderna (MAM) e do Museu de Arte do Rio (MAR), Bokel considera que a viagem veio no momento certo — até para ver, sob outro ângulo, o que se passa em terras brasileiras. “Estamos vivendo um retrocesso no Brasil. Parece que não entendem que a cultura, além de educar, também gera emprego e economia”, diz.

Seu Jorge: como se não bastasse, ele ainda cozinha e faz tricô

Roberta Sá e o amor em tempos de quarentena

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade