Clique e assine com até 65% de desconto

‘Alienado!’, diz Zezé Motta, sobre Sérgio Camargo, da Fundação Palmares

Indignada, atriz critica exclusões na lista de personalidades negras do país; 'Nunca imaginei que, depois da ditadura, passaríamos por este momento'

Por Cleo Guimarães 12 nov 2020, 17h39

A atriz Zezé Motta usou sua conta no Facebook para se posicionar sobre a decisão de Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, de excluir vários nomes da lista das personalidades negras que marcaram o Brasil e fazem parte da galeria de heróis da instituição (Veja aqui: Elza Soares, Martinho e Gil são excluídos de lista de negros notáveis). Leia o que a atriz escreveu:

“Eu nunca imaginei que, depois da ditadura, passaríamos por esse momento. Eu estive na inauguração da Fundação Palmares, em 1998, que nasceu em defesa da cultura negra. Sim, eu disse DEFESA! Esse homem está no lugar errado e como eu já disse uma vez, ele é um alienado! Não existe a Fundação Palmares retirar ‘nomes vivos’ da lista de personalidades negras. Não existe retirar Gilberto Gil, Martinho da Vila, Elza Soares e tantos outros nomes que admiro e respeito.

Robinho, Mariana Ferrer e a tolerância com o estupro

Com tantas ações e medidas a serem realizadas em favor da cultura negra, com tanto trabalho para ele se ocupar, porque o senhor Sérgio Camargo prefere perder o tempo dele e de uma entidade pública brasileira retirando homenagens justas para personalidades que tanto fizeram por este país? É inacreditável. Esse é o Brasil que nós vivemos. Sem mais, Zezé Motta.”

Aniversário de Paulinho da Viola: as músicas mais tocadas

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade