BEBIDA

Bar de vinhos

Wine bars se multiplicam pela cidade com oferta de rótulos muito bem selecionados a preços mais em conta do que em restaurantes. Para acompanhar, pratos e petiscos saborosos

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Selmy Yassuda
(Foto: Redação Veja rio)

Populares em Paris, os bares à vin reúnem apreciadores da bebida em um ambiente intimista com carta que contempla desde pequenos e grandes produtores até rótulos raros, além de pratos saborosos para harmonizar com a taça (ou garrafa) escolhida pelo freguês. No Rio, também se foi o tempo em que a cerveja reinava absoluta nos balcões da cidade. Os bares de vinho, ou ainda wine bars, têm brotado por aqui conforme a bebida se populariza no país e cai no gosto do carioca. ?De uns três anos para cá, está cada vez mais fácil produzir vinhos de qualidade graças ao avanço da tecnologia. O Rio aprendeu a apreciar diversos estilos a partir do momento em que começaram a pipocar muitos rótulos bons nas cartas e supermercados?, explica Janine Sad, proprietária do Cavist Vinoteca & Restô.

Os bares que apostam no vinho como carro-chefe oferecem ainda custo-benefício tentador. Isso porque a oferta maior de produtos permite abatimento no preço final. Em um restaurante, por exemplo, que fica restrito a uma carta comercial, isto é, mais restrita em termos de variedade, a garrafa sai naturalmente por um valor mais alto. Mas não se preocupe, porque para frequentar um wine bar não é preciso manjar de enologia. Marinheiros de primeira viagem são bem-vindos. Há sempre um profissional a postos para ajudar, como Romualdo Melo no Depósito Gourmet. Maître por formação e sommelier por vocação, ele trabalha com vinhos há mais de 40 anos e é o responsável pela carta de mais de 350 rótulos da casa. ?Instruo o cliente sempre que ele precisa, levando em conta o quanto entende sobre vinhos, o que procura e quanto pode pagar?, afirma Melo, que dá dicas ainda de harmonização com os quitutes servidos no estabelecimento. Bateu fome e deu sede? Veja a seguir uma seleção de bares à vin na cidade.

Champa. Inaugurada no fim de março deste ano, a champanheria com agradável varanda à meia-luz oferece mais de 50 rótulos de champanhe e prosecco, selecionados por Marcos Fabrício e João Vicente Barros, ex-gerente da Ovelha Negra, casa do mesmo gênero em Botafogo. Há bons rótulos de espumante, como o nacional Casa Valduga Arte Tradicional Brut (R$ 47,00), o francês Première Bulle Premium Brut Cremant Chocolat (R$ 139,00) e o rosé italiano Le Casere Rossato Gran Cuvée (R$ 53,00). O chef Hugo Oliveira cuida do cardápio, que contempla de tira-gostos a pequenas porções como arroz de pato com chouriço português (R$ 28,00) e suspiro de foie gras com geleia de frutas vermelhas (R$ 24,00, seis unidades). Tudo isso ao som de apresentações ao vivo de voz e violão, sempre a partir das 19h. Avenida Armando Lombardi, 633, loja 108, Shopping Market Street, Barra, tel. 2493-1371.

Zot. Misto de wine e gastrobar, a casa prestigia os pequenos produtores em sua carta com cerca de 60 opções de vinícolas como Maximo Boschi, Antonio Dias, Lídio Carraro e Adolfo Lona. As opções de vinho em taça costumam ser apresentadas em dois grandes quadros negros nas principais paredes do salão. Entre as sugestões nacionais figura o espumante gaúcho Antonio Dias Moscatel (R$ 54,00 a garrafa e R$ 15,00 a taça) e o Casa Valduga Gewurztraminer 2011 (R$ 51,00). Na seção de estrangeiros, a pedida é o chileno Albamar Sauvignon Blanc 2010 (R$ 49,00). O cardápio é assinado pela chef Ciça Roxo e seu sócio, o chef Joca Mesquita, com boas pedidas como a carne barreada, servida na panelinha de cerâmica, acompanhada de purê de mandioca, farofa amarela e molho de pimenta (R$ 31,00 a meia-porção) e o bolinho de estudante salgado com camarão (R$ 21,00, três unidades), feito com massa de tapioca e servido com molho de pimenta. Rua Bolívar, 21, Copacabana, tel. 3489-4363.

Depósito Gourmet. Como o nome anuncia, trata-se de um depósito de bebidas com excelentes rótulos e alta gastronomia. Inaugurada em dezembro do ano passado, a casa abriga uma adega com cerca de 400 rótulos e uma máquina Enomatic, que permite armazenar até oito garrafas de vinhos abertas para o serviço de vinho em taça, que varia de 23 a 96 reais. Entre os mais pedidos estão o Parcela 7 (R$ 23,00, 150 ml) e o 1865 Carmenère (R$ 30,00 150 ml), ambos chilenos, bem como o espanhol Carmelo Rodero Crianza 2008 (R$ 39,00, 150 ml) e o italiano Oreno Supertoscano 2008 (R$ 85,00, 150 ml). Para harmonizar, pratos como bacalhau ao creme, com grana padano gratinado (R$ 49,00), javali aperitivo na redução de vinho branco e mostarda Dijon (R$ 59,00), mix de cogumelos silvestres al dente puxados no alho (R$ 49,00), escondidinho de carne de caça com grana padano gratinado (R$ 39,00) e carpaccio de salmão com caviar (R$ 59,00). Avenida das Américas, 7 777, 3º Piso, Rio Design Barra, tel. 3326-2820 e 3388-0986.

MCA Estúdio
(Foto: Redação Veja rio)

Bottega del Vino. A empreitada da dupla Dionísio Chaves, sommelier, e Nicola Giorgio, maître, sócios do bem-sucedido restaurante Duo, na Barra, tem três adegas, quatro máquinas Enomatic, que preservam as características da bebida aberta por até 21 dias, e cardápio de receitas italianas. Com iluminação de Maneco Quinderé, o cenário é ideal para quem quer passar horas degustando os mais de 300 rótulos da carta, 80% representantes do Velho Mundo como o branco francês Forgeot 2010 (R$ 150,00), o tinto chileno Una Hectaria Balance 2008 (R$ 120,00) e o Touriga Nacional (R$ 110,00). Na ala das comidinhas, delícias como mexilhões recheados com molho de tomate e crostone de ervas (R$ 24,00), espeto de cordeiro grelhado com molho do chef (R$ 24,00), filé grelhado com redução ao chianti e legumes crocantes (R$ 26,00) e peito de pato defumado com salada verde e lâminas de amêndoas (R$ 24,00). Rua Dias Ferreira, 78, Leblon, tel. 2512-6526.

Empório Santa Fé. O wine bar funciona no primeiro andar do restaurante, com boa diversidade de rótulos para levar para casa ou beber no salão voltado para o Parque do Flamengo. São mais de 500 rótulos para harmonizar com delícias do menu como o carpaccio de salmão defumado com azeite, aipo ralado, alcaparras e cebola roxa (R$ 34,80), o filé de peixe do dia grelhado ao molho de camarão e alcaparras, acompanhado de purê de moqueca (R$ 79,95) e a patanisca de bacalhau com purê feijão verde (R$ 24,50). A taça sai a partir de R$ 16,50. Às terças, todos os vinhos são vendidos com 25% de desconto, inclusive o raríssimo português produzido pela Casa Ferreirinha na região Doro, Parca Velha 2004, que custa nada menos do que 2 300 reais a garrafa. Praia do Flamengo, 2, Flamengo, tel. 2245-6274.

Grand Cru. Localizado nos fundos da importadora, que trabalha com aproximadamente 1000 rótulos do Novo e Velho Mundo, o wine bar com aconchegantes poltronas de couro tem noites musicais com trios de jazz e outros estilos duas vezes por mês. Os destaques do cardápio são as bruschetas de mix de cogumelos (R$ 25,00), o camarão ao blend de queijos com arroz bronzeado, feito com redução de shoyo e raspas de cebola roxa (R$ 58,00), o salmão ao molho cítrico de damasco com risoto primavera (R$ 59,00) e o sorvete de macadâmia com pimenta rosa e toques de azeite (R$ 14,00). No segundo andar, há espaço para cursos e aulas da arte de Baco, ministrados por sommeliers e enólogos. Avenida das Américas, 7841, Barra, tel. 2431-0864.

grandcru2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cavist Vinoteca & Restô. O wine bar faz parte da loja que conta com mais de 1 500 rótulos de diversos países, como África do Sul, Alemanha, Austrália, Chile, Espanha, França, Itália, Nova Zelândia, Portugal e Uruguai. As adegas das três filiais - em Ipanema, no Leblon e na Barra - comportam, no total, 17 000 garrafas. Experimente o branco sul-africano Robertson Winery Chenin Blanc (R$ 37,00), o português Quinta dos Bons-Ventos 2010 (R$ 32,00), o argentino Ramanegra Malbec 2010 (R$ 55,00) e o exclusivo Chateau Andriet 2009 (R$ 95,00). Além da bebida, a casa oferece entradas e pratos como terrine de pato (R$ 32,00), carpaccio de rosbife (R$ 35,00), costela de tambaqui em redução de cupuaçu com arroz de limão siciliano (R$ 67,00) e carré de cordeiro com risoto à parmegiana, figos turcos e azeite trufado (R$ 63,00). Avenida Afrânio de Melo Franco, 290, loja 403, Shopping Leblon, tel. 3875-1566. Rua Barão da Torre, 358, Ipanema, tel. 2123-7900. Rua Érico Veríssimo, 901, loja A, Barra, tel. 2493-6161.

Confraria Carioca. Misto de boutique e wine bar, a casa oferece carta composta por mais de 700 rótulos nacionais e importados, de chilenos a neozelandeses, além de cardápio de comidinhas e degustações temáticas semanais. Entre as garrafas até 100 reais com excelente custo benefício estão o espumante Maximo Boschi Speciale 2007 (R$ 79,00), o tinto espanhol Nueve 2007 (R$ 99,00), o branco Spanish White Guerrila Albariño 2010 (R$ 69,00) e o rosé St. Hilaire 2010 (R$ 69,00). Tábua de frios com copa, salaminho, presunto cru e linguiça catalan (R$ 50,00 a média e R$ 95,00 a grande), bruschetta de parma ou presunto cru com queijo brie e mel (R$16,00) e sanduíches como o de copa, queijo gruyére derretido e mostarda Dijon (R$ 18,00) são boas pedidas para harmonizar com os vinhos. Rua General Severiano, 97 Loja 237 A, Casa & Goumet Shopping, Botafogo, tel. 2244-2286.

Bergut Vinho & Bistrô. São mais de mil rótulos de grandes importadoras à disposição do freguês. Alguns raros, de vinhas tradicionais com mais de 70 anos, como o Cirsion 2006 (R$ 1 328,00) e o Solaia 2008 (R$ 1 400,00). A loja também trabalha com alguns vinhos exclusivos, como os da Importadora Vínica, que seleciona produtos do Velho Mundo como o italiano Kerner Abbazia di Novacella 2009 (R$ 89,00), uma variedade branca muito aromática e ainda pouco conhecida, e o Sfursat di Valtellina 2007 (R$ 199,00), vinho de grande elegância e personalidade. No cardápio de almoço e jantar há opções de peixes, massas e assados, além dos pratos do dia. Um dos sucessos é a costela ao bafo com arroz de açafrão (R$ 56,20). A rede oferece ainda com serviços como palestras, viagens internacionais para visitação de vinhedos e eventos variados de harmonização, como de vinho com música, poesia ou gastronomia. Rua Senador Dantas, 100, loja A, Centro, tel. 2532-7332. Avenida Erasmo Braga, 299, loja B, Castelo, tel. 2220-1887.

Charleston Bubble Lounge. A casa com porta de madeira e vitral é especializada em espumantes como Chandon Reserve Brut (R$ 69,00) e champanhes legítimos a preços entre 238 reais (Möet Chandon Brut) e 1?319 reais (Dom Perignon Rosé) a garrafa. São mais de 100 rótulos que harmonizam com as entradas e pratos à base de frutos do mar. Empanada em flocos de milho, a lula (R$ 36,90 a porção) é servida com molho agridoce. Entre os poucos tira-gostos além-mar está a batata assada ao molho pesto (R$ 24,90). Rua Rodolfo Dantas, 26, loja B, Copacabana, tel. 3795-3158.

Fonte: VEJA RIO