BEBIDA

Dez bares para degustar cachaça

No Dia Nacional da bebida, selecionamos locais que servem branquinhas deliciosas

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

Ana Cecília Brignol
(Foto: Redação Veja rio)

No dia 13 de setembro comemora-se o Dia Nacional da Cachaça. A bebida é admirada mundialmente por seu sabor e tornou-se um dos produtos brasileiros mais conhecidos no exterior. Sua importância é histórica: em 1660, donos de alambiques indignados com os altos impostos tomaram o poder no Rio e assustaram a coroa portuguesa. Hoje em dia, uma variedade de sabores e preços é oferecida na cidade para degustação. Selecionamos dez estabelecimentos cariocas para você provar uma boa branquinha.

Veja também: três receitas de drink com cachaça

1- Academia da Cachaça

Primeira casa do Rio a valorizar a boa pinga, dispõe de cerca de 100 bons rótulos da bebida em sua carta. Da região de Nova Friburgo vem a novidade Fazenda Soledade. Envelhecida em barril de jequitibá, é boa para ser apreciada pura. De Minas, a pinga Leblon tem paladar sofisticado e também se destaca. Outra boa pedida é a gaúcha weber haus, que possui sabor suave.

Onde: Avenida Armando Lombardi, 800, loja 65 L (Condado de Cascais), Barra, tel. 2492-1159

2 - Aprazível

Famoso pelos pratos de culinária brasileira, o sofisticado restaurante de Santa Teresa possui a aguardente Santa Cana. Evelhecida em barris de carvalho que ficaram soterrados por trinta anos, tem valor salgado : R$ 560,00. Mais em conta é a dose da encorpada São Pedro, de Paraty.

Onde: Rua Aprazível, 62, Santa Teresa, tel. 2508-9174 e 2507-7334

3- Angu do Gomes

Famoso pela substanciosa receita à base de fubá, linguiça e miúdos de boi, serve ótimas branquinhas para acompanhar os comes. A potiguar gota serena é boa pura ou como base para a caprichada caipirinha de limão. Outras sugestões são as mineiras melindrosa e a germana.

Onde: Largo de São Francisco da Prainha, 17, tel. 2233-4561

4- Mangue-Seco

Especializados na bebida destilada, tem cerca de 100 tipos de cachaça em sua vitrine. Entre elas está a Claudionor, que é produzida em tonéis de Amburana. A madeira faz com que a bebida fique amarelada e com forte cheiro. Opção mais suave, a Erva Doce, é feita na região mineira de Salinas, tradicionalíssima na produção de aguardente.

Onde: Rua do Lavradio, 23, Lapa, tel. 3852-1947

5- Petisco da Vila

Tradicional recanto do bairro boêmio, tem uma marca de cachaça de fabricação própria. Feita no próprio estabelecimento, é vendida em garrafas de inox. É boa companhia para a porção de carne-seca com aipim.

Onde: Boulevard 28 de setembro, 238, Vila Isabel, tel. 2576-5652

6- Benditho Tijuca

No simpático bar tijucano peça a cachaça âmbar. Envelhecida e de cor amarelada, é feita na região mineira de Salinas e acompanha bem a porção de linguicinha suína com pão de alho.

Onde: Rua Baltazar Lisboa, 47, Tijuca, tel. 2208-2346 ou 2268-3871

7- Gabinete

As porções de bolinho de arroz com queijo ou de pastel de angu vão bem com a dose de cachaça mineira Vale Verde. Outra branquinha saborosa é a lua cheia, envelhecida em barril de carvalho. Nas caipirinhas é utilizada a cachaça guaraciaba, envelhecida em tonel de jequitibá e de gosto amadeirado.

Onde: Rua do Senado, 23, Lapa, tel. 2224-0822

8- Joaquina

Do consagrado ponto na Cobal do Humaitá ou na nova filial do Leme, são muitas opções para degustar. De Minas Gerais vêm a cachoeira Joaquina prata, a montanhesa e a boazinha, de mesmo preço. Do estado do Rio oferece a Santa Rosa e da Paraíba, a volúpia.

Onde: Rua Voluntários da Pátria, 448 - lojas 3 e 4 (Cobal do Humaitá), Humaitá, 2527-1722. Avenida Atlântica, 974, Leme, tel. 2275-8569

9- Botequim Informal

A rede de pés-limpos tem 22 tipos de cachaça em sua carta. Na lista das mais pedidas está a Sassafraz, que tem 38% de teor alcoólico e vem da cidade mineira de Pirangussu. Mais forte, a Vitorina, também de Minas, possui 48% de teor alcoólico. Outra curiosidade: a marca vem com selo de produto orgânico.

Onde: Rua Conde de Bernadote 26, loja O, Leblon, tel. 2540-5504

10- Armazém São Thiago

Para acompanhar o minicroquete de carne ou as empanadas de palmito, frango ou carne peça uma dose da aguardente magnífica. No total, são 128 rótulos de purinhas, que incluem ainda a seleta e a salinas.

Onde: Rua Áurea, 26, Santa Teresa, tel. 2232-0822

Fonte: VEJA RIO