Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Rio reabre três espaços culturais com atrações ao ar livre

O Parque das Ruínas, o Centro Cultural Profª Dyla Sylvia de Sá e o Centro Musical Carioca Artur da Távola retornam com exposições, aulas e oficinas

Por Luiza Maia Atualizado em 2 jun 2021, 16h11 - Publicado em 2 jun 2021, 16h05

Fechados em razão da pandemia, o Parque das Ruínas, o Centro Cultural Profª Dyla Sylvia de Sá e o Centro Musical Carioca Artur da Távola voltam a receber ao público nesta semana. Os espaços vão abrir as portas com capacidade reduzida a 40% e atrações nas áreas externas. Confira as programações.

+ Orgulho LGBTQIA+: hotéis, bares e outras atrações dão descontos em junho

Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas

Localizado alto de Santa Teresa, o espaço cultural recebe os visitantes com exposições e oficinas, além das áreas que merecem um bom clique fotográfico, como os terraços panorâmicos e um mirante de 360º com vista para a Baía de Guanabara.

Na galeria principal, está aberta a mostra Todo mundo no Rio, do artista plástico Gil de Lima. Já no mirante, a partir de quinta (3), a exposição IFRJ e Parque das Ruínas: Amantes do Rio apresenta paisagens do local em placas que homenageiam a cidade.

+ Mostra no Parque Lage convida o visitante a interferir nas galerias

No sábado (5), às 10h30, o espaço convida as crianças para conhecerem livros de diversos autores, com mediação de Eliza Morenno, escritora e especialista em literatura infanto-juvenil pela UFRJ.

Serviço
Endereço: Rua Murtinho Nobre 169, Santa Teresa
Horários: quinta a domingo, das 9h às 16h.
Área de lazer infantil: quinta a domingo, das 9h às 16h.
Ensaios Fotográficos: quinta a sexta, das 9h às 16h.
Exposições (Galeria Principal): quinta a domingo, das 9h às 16h.

Centro Cultural Profª Dyla Sylvia de Sá

Centro Cultural Profª Dyla Sylvia de Sá
Centro Cultural Profª Dyla Sylvia de Sá: criado em 1992, foi a antiga capela São Tomás de Aquino, em 1941 Divulgação/Divulgação

O local disponibiliza aulas de dança e oficinas em seu salão principal, um espaço multiuso e uma área externa com jardim.

Uma das atividades é o projeto Leros, Leros e Boleros, oferecido pelo centro há 18 anos, que reúne músicos profissionais e amadores da terceira idade semanalmente. Os encontros ocorrem a partir de 4 de junho, no salão principal, todas as sextas, das 14h às 17h.

+ Em tempos de pandemia, centros culturais investem em podcasts

Confira outras atividades:

Dança Cigana: Salão Principal. Quinta, das 14h às 16h. 10 anos.

Dança do Ventre: Salão Principal. Quintas, das 16h às 18h. 10 anos.

Continua após a publicidade

Capoeira: Jardim e Espaço Multiuso. Sexta, das 14h às 16h. 5 anos.

Oficina de circo: organizada pelo palhaço Xulipa, tem foco em malabares, perna de pau e rola-rola. Jardim. Sábado, das 9h às 11h. 5 anos.

Oficina de ritmos: Salão Principal. Qui, das 9h às 11h. 16 anos.

Serviço
Endereço: Rua Barão 1 180, Praça Seca, Jacarepaguá.
Horários: quinta a sábado, das 9h às 16h.

Centro Musical Carioca Artur da Távola

Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola
Centro Municipal da Música Carioca Artur da Távola: palacete foi projetado por Gaspar José de Souza Reis, em 1921 Divulgação/Divulgação

Inaugurado em 2007, o centro é dedicado à memória, criação e pesquisa dos diferentes estilos do cenário musical carioca. Tombado como Patrimônio Municipal, o palacete abriga um teatro, seis salas de aula e os jardins que complementam o conjunto arquitetônico.

No sábado (5), às 16h, o projeto Música no Jardim traz o cantor, compositor e violinista carioca Jorge Rafael para uma apresentação com composições autorais e releituras de clássicos do MPB.

+ Cinco obras para prestar atenção em mostra de arte contemporânea no CCBB

Já no domingo (9), os artistas Jujuba e Ana Nogueira se apresentam com cantigas tradicionais, brincadeiras cantadas, parlendas e trava línguas, abordando a importância da preservação do meio ambiente.

Estará aberta também a exposição Música Brasilis, que convida os visitantes para uma viagem pelos 500 anos da música no Brasil por meio de instrumentos musicais, vídeos e instalações interativas.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

O projeto é dividido em três módulos, que resgatam as músicas indígena, africana e europeia, e oferecem jogos nos quais os visitantes podem aprender como funcionam as partituras e a compor as suas próprias canções.

Serviço
Endereço: Rua Conde de Bonfim 824, Tijuca
Exposição Música Brasilis: Palacete Garibaldi. Quin a dom, das 10h às 16h.
Projeto Música no Jardim: sábado e domingo, das 16h às 18h. Ingresso: R$ 1.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 12,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)