Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Instalação no Parque Lage convida público a interferir nas galerias

Hábito/Habitante reúne obras de Anna Bella Geiger, Cildo Meireles, Ernesto Neto, entre outros. Munido do celular, visitante "colore" paredes

Por Marcela Capobianco Atualizado em 20 Maio 2021, 17h25 - Publicado em 21 Maio 2021, 06h00

O clássico 1984, do britânico George Orwell, e conceitos presentes no livro — assim como na sociedade pandêmica atual, a exemplo de vigilância e dominação — inspiraram o curador Ulisses Carrilho a explorar os espaços do Parque Lage na coletiva Hábito/Habitante.

+ Telas abstratas e inéditas de Roberto Magalhães aportam na Gávea

As cavalariças e a capelinha expõem obras de mais de quarenta artistas brasileiros de diferentes gerações. Foram selecionados trabalhos de Anna Bella Geiger, Cildo Meireles, Ernesto Neto, Wanda Pimentel, entre outros.

+ As estreias no streaming e nas telonas em junho

A protagonista da mostra fica a cargo de uma instalação tecnológica: entre paredes pintadas de verde, os visitantes sacam os próprios celulares e, com a ajuda de filtros do Instagram, podem “colorir” o fundo das galerias com as imagens que bem entenderem, inclusive selfies, criando diálogos com as obras de arte.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

+ Exposição exalta produção artística feminina

Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico. Todos os dias, 9h/17h. Até 28 de junho. Grátis pelo eavparquelage.rj.gov.br.

Continua após a publicidade
Publicidade