Clique e assine por apenas 7,90/mês

Projeto de balé do Alemão faz apresentação na Cidade das Artes

Programa social Vidançar, que realiza o evento, pode acabar devido a grande dívida

Por Redação VEJA RIO - 24 maio 2017, 16h44
Projeto Vidançar realiza evento na Cidade das Artes Vidançar/Divulgação

Participantes do projeto social Vidançar, jovens bailarinos do Complexo do Alemão vão se apresentar no sábado (27), às 16h, na Cidade das Artes. Com o espetáculo “Os Opostos se Atraem”, as crianças e adolescentes estarão pela primeira vez em um palco profissional. O público poderá desfrutar de uma história que fala da disputa entre dois grupos de dança: um de balé e o outro de hip hop. A entrada será 1kg de alimento não perecível, que será doado para o Grupo Alemão Solidário (GAS).

Apesar da expectativa para a estreia, o Vidançar corre sério risco de fechar as portas. As contas estão atrasadas, os profissionais que trabalham no projeto não recebem salários ou ajudas de custo há três meses – mas continuam exercendo suas funções. Segundo a gestora da iniciativa, Ellen Serra, o aluguel do espaço que utilizam dobrou de preço e o patrocinador que ajudava nos custos deixou o projeto em março. “Tentamos conversar, argumentar, temos 200 crianças, utilizamos esse espaço há anos, mas infelizmente não teve jeito”, lamenta. Para manter o programa a organização afirma que precisa de 20 mil reais e, por isso, lançou uma campanha de crowdfunding através do site Kickante.

Publicidade