Clique e assine por apenas 3,90/mês

Museu Imperial completa 75 anos com novidades

Espaço localizado em Petrópolis ganhará nova sala de exposições, peças e almanaque

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 5 dez 2016, 12h19 - Publicado em 13 mar 2015, 18h03

Prestes a completar 75 anos, no próximo dia 29, o Museu Imperial, em Petrópolis, terá uma comemoração em grande estilo e quem aproveita os presentes é o próprio público. O espaço, reconhecido como patrimônio da humanidade pela UNESCO, prepara uma série de eventos para comemorar a data, a começar pela inauguração de uma nova sala: a Galeria Petrópolis.

Ocupando uma sala recém-reformada do museu, a galeria abrigará, em um primeiro momento, obras da Coleção Geyer, com trabalhos de Duarte, Friedrich Hagedorn, Nicolau Facchinetti e Franz Keller.

+ Dez motivos para visitar o Museu Imperial

As comemorações incluem ainda a apresentação de novas peças do acervo do museu, adquiridas no final do ano passado: o kit higiênico composto por 15 peças de prata, vidro e cristal que pertenceu a Dom Pedro II; e uma pintura de João Tomás da Fonseca (1754-1835) que retrata o príncipe Regente Dom João sobre seu cavalo.

Para finalizar, haverá o lançamento do quarto almanaque do “Projeto Petrópolis”, que terá o tema “Memórias da educação em Petrópolis”, com o objetivo de apresentar aos alunos e professores os usos do Palácio Imperial após a partida da família real para o exílio na Europa.

+ Museu Imperial de Petrópolis passa a ter visita virtual

Continua após a publicidade
Publicidade