Clique e assine por apenas 4,90/mês

Meta do crowdfunding para trazer Queermuseu ao Rio é estendida

Projeto quer arrecadar R$ 1 milhão para incrementar debates e projetos educacionais com escolas, que devem ocorrer paralelamente à mostra

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 27 mar 2018, 19h53 - Publicado em 27 mar 2018, 19h31

A campanha de financiamento coletivo para a exposição Queermuseu no Parque Lage estendeu a meta de arrecadação para R$ 1 milhão. As doações serão aceitas até às 23h59 desta quinta-feira (29). Três dias antes do fim do crowdfunding, os organizadores já haviam cumprido o objetivo anterior de acumular R$ 690 mil, necessários à realização da mostra. O valor excedente será aplicado no aprimoramento da plataforma de debates e na extensão do projeto educativo. A iniciativa teve apoio de personalidades como Caetano Veloso, Wagner Moura, Paula Lavigne, Fernanda Montenegro e Adriana Varejão.

Publicidade